As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Polícia é chamada por candidato na Unisa, em Santo Amaro

Redação

23 Outubro 2011 | 15h11

*Por Mariana Mandelli

SÃO PAULO – Na Unisa, em Santo Amaro, a polícia foi chamada pelo candidato Ananias Cruz, de 32 anos. Ele e outra candidata, também portadora de necessidades especiais, foram impedidos de entrar após o fechamento dos portões. Segundo Cruz, eles teriam direito a um tempo adicional que deveria ser contado inclusive para a entrada após às 13h. “Vou à delegacia fazer um BO porque tenho esse direito”, afirmou.

Maria Aparecida Rosa Barreto, de 31 anos, que também deveria ter direito a esse tempo maior para realizar a prova, pretende prestar queixa. “Fiz o mesmo trajeto de ontem, mas não deu tempo”. Ela quer conseguir uma bolsa do Prouni para Letras ou conseguir desconto na mensalidade de alguma faculdade privada.
Um dos organizadores foi até ao portão e explicou aos candidatos que o tempo adicional só poderia ser utilizado após o início das provas.