‘O Enem é mais importante do que o Pokémon Go’, adverte MEC
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘O Enem é mais importante do que o Pokémon Go’, adverte MEC

Ministério da Educação aproveitou popularidade do game para lembrar nas redes sociais a importância do exame, principal acesso ao ensino superior no País

Redação Estadão.edu

04 Agosto 2016 | 14h05

BRASÍLIA – O Ministério da Educação (MEC) aproveitou a febre do game Pokémon Go, que começou a funcionar nesta quinta-feira, 3, no País, para alertar nas redes sociais sobre a importância do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). “O Ministério da Educação adverte: o Enem é mais importante do que o Pokémon Go“, escreveu o MEC em uma imagem publicada em suas páginas no Twitter, no Facebook e no Instagram.

Ministério da Educação fez alerta nas redes sociais sobre o Enem (Foto: Divulgação)

Ministério da Educação fez alerta sobre o Enem (Foto: Divulgação)

“Quem captura conhecimento e treina tudo que aprendeu vence a batalha mais sonhada: passar no #Enem!”, disse a mensagem que acompanha o post.

A nota do Enem é usada como critério de acesso à educação superior por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que oferece vagas em 115 instituições públicas. Também é critério para acessar bolsas do Programa Universidade para Todos (ProUni), o Financiamento Estudantil (Fies) ou ingressar em vagas gratuitas dos cursos técnicos oferecidos pelo Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec).

O Enem deste ano será aplicado nos dias 5 e 6 de novembro. A prova do dia 5 (sábado) será de Ciências Humanas e da Natureza e terá quatro horas e meia de duração, enquanto no dia 6 (domingo) os candidatos terão cinco horas e meia para concluir a prova de Redação, Matemática e Linguagens, Códigos e suas Tecnologias.

Os portões abrem às 12 horas, fecham às 13 horas, e a aplicação da prova tem início às 13h30 para o público em geral e às 19 horas para sabatistas.

‘Pokémon Go’. O aplicativo gratuito Pokémon Go utiliza recursos de realidade aumentada e geolocalização para criar uma camada do universo da franquia no mundo real. Isso faz com que o jogador vivencie uma espécie de “jornada pokémon”, sendo necessário caminhar pela cidade à procura de monstrinhos que só são visíveis pela tela do celular.

O principal objetivo é coletar itens e capturar o máximo possível de pokémons. Além disso, as batalhas, que consagraram o título original lançado para Game Boy há 20 anos, também estão presentes, com direito até a pontos específicos das cidades convertidos em ginásios pokémon – onde jogadores podem colocar seus pokémons para lutar.

Os usuários conseguem baixar o aplicativo por meio das lojas virtuais App Store e Google Play. Quem já havia baixado o app em lojas de aplicativos não oficiais, também consegue caçar pokémons.