O ano das mudanças
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O ano das mudanças

Redação

08 Setembro 2009 | 08h25

“Este foi o ano marcado pelas novidades…

Tudo começou com a proposta do novo Enem que unificaria o vestibular das federais; depois a Fuvest anunciou mudanças na sua segunda fase, incluindo questões escritas de todas as disciplinas; mais tarde a Unesp mudou o número de questões no seu vestibular; depois, o Enem reduziu de 200 para 180 questões. Perto das férias, a Fuvest substituiu física por geografia no curso de Medicina e adicionou matemática para Direito; depois das férias, voltou atrás, e trocou a geografia por física de novo… E, somado a tudo isso, tivemos o novo acordo ortográfico para mudar 0,5% das palavras da nossa língua e a nova gripe, a suína, para assustar-nos e alterar nosso ritmo de vida.

O vestibular mudou significativamente e nós, vestibulandos, tivemos que correr atrás das mudanças e realmente ‘dançar conforme a música’.

O comentário que faço frente a essas ‘novidades’ é que tudo ocorreu muito de repente, nenhuma mudança foi gradual. Estamos como ‘cobaias’ para verificarem se essas propostas serão eficazes e se elas avaliarão e aprovarão os candidatos da melhor maneira… Espero que dê tudo certo!

Não estou tenso frente às mudanças, estou procurando me preparar da maneira mais ampla, sempre procurando utilizar o bom senso na seleção dos assuntos que estudo.

Espero que os examinadores também utilizem o mesmo bom senso na elaboração das questões, a fim de selecionarem as pessoas que intervirão positivamente nos problemas da sociedade. Além disso, espero que, da mesma forma que os examinadores se dispuseram a fazer tantas inovações no vestibular, estejam prontos para corrigir as provas e privilegiar os alunos mais criativos e inovadores, principalmente na redação.

Afinal, estamos no ano de 2009, portanto inovemos!”