As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Novatos e veteranos prestam a prova em São Paulo

Redação

27 Novembro 2011 | 13h11

* Por Alexandre Gonçalves

SÃO PAULO – Jovens de todas as idades prestam o vestibular da Fuvest. Neste ano, a estudante Isabele Monteiro, de 19 anos, está realizando sete provas. Em todas, com exceção da Fuvest, ela pretende ingressar no curso de Medicina. Na USP, ela prestará para Administração de Empresas. “No início de novembro, decidi que queria mesmo Medicina”, afirma a estudante. “Por isso, hoje não estou tão nervosa. Esta prova para mim é quase mais um simulado”. De fato, em 2011, ela acostumou-se com a rotina do cursinho, que implicava em estudo no período integral, inclusive aos sábados, e simulados no domingo.

Já a estudante Bruna Costa, de 18 anos, está apreensiva. Ela, que está no último ano do Ensino Médio Técnico em Design, não fez cursinho. “Vou tentar entrar no bacharelado desta área na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP”. Entre os vestibulares de universidades públicas, Bruna prestará apenas a Fuvest. Se não conseguir ingressar na USP, a jovem não pretende fazer cursinho no próximo ano. “Vou tentar começar minha vida profissional com um estágio e, talvez, um curso em uma univerisade particular com recursos do ProUni”.

Mas nem todos são novatos neste vestibular. O estudante de Geociências da USP Diego Arruda, de 25 anos, fará a prova novamente, pois quer ingressar no curso de Geologia. “Geogicências é uma licenciatura, e eu descobri que não quero dar aula. Fiz algumas matérias em Geologia e me apaixonei pelo curso. Quero ser paleontólogo”, afirma o universitário.

Mais conteúdo sobre:

fuvest 2012São Paulousp