As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Manoel Carlos e Gilmar Mendes na UFSCar

Redação

13 Dezembro 2009 | 17h15

Em uma das questões do vestibular da UFSCar, aparece um texto do autor de novelas Manoel Carlos, publicado na revista “Veja”. O autor considera que “envelhecer já foi um milagre, um sonho e também uma sentença cruel” e lembra que os poetas românticos, como Álvares de Azevedo, morreram precocemente.

A UFSCar pede ao aluno que identifique a vertente da literatura romântica brasileira desses poetas e também pede que o aluno exemplifique, a partir do poema “Se eu morrer amanhã”, de Azevedo, as considerações sobre a literatura romântica segundo Manoel Carlos.

O presidente do STF, Gilmar Mendes, também aparece na prova. Outro texto da revista “Veja” é citado. O assunto é o fim da obrigatoriedade do diploma. O vestibulando tem que responder, entre outras questões, sobre a seguinte frases de Mendes como a seguinte: “Um excelente chef de cozinha certamente poderá ser formado numa faculdade de culinária, o que não legitima o estado a exigir que toda e qualquer refeição seja feita por profissional registrado mediante diploma de curso superior nessa área”.