As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Mãe negra afirma ser contra cotas na universidade

Redação

14 de novembro de 2010 | 14h50

Rejane Lima / SÃO VICENTE

A dona de casa Sandra Regina Lessa Tutinhola, de 48 anos, afirma que o apoio da família é essencial na hora doi vestibular. Por conta disso, ela acompanhou a filha no trajeto até o local da prova da Unesp, em São Vicente.

“Pegamos um ônibus e um taxi para virmos de Santos até aqui”, disse a mãe de Jade Lessa Tutinhola, de 18 anos, que presta vestibular para o curso de Engenharia Mecatrônica. Negra, Sandra afirma que sua filha não está concorrendo pelo sistema de cotas.

“Ela tem a mesma capacidade que os outros para passar. Não sou a favor desse esquema de cotas. Tenho dois sobrinhos negros em faculdades federais e que também não entraram pelo sistema”, argumentou.

Tendências:

  • Fuvest 2020: Veja os locais de prova da primeira fase do vestibular
  • Redações da Fuvest: Estadão Acervo levantou o temas de cada redação do exame desde 1977
  • Medicina na USP tem disputa de 129 candidatos por vaga; veja relação
  • Conheça práticas ilegais comuns na matrícula e nas mensalidades de escolas e faculdades
  • Primeira fase da Fuvest: ouça as dicas dos especialistas no podcast ‘Se Liga no Vestibular