As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Mãe de estudante indaga sobre posição do Inep

Redação

07 Novembro 2010 | 17h27

Diante da confusão ocorrida com as provas de ontem do Enem, pais também se mostram apreensivos em relação à postura que o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) pode adotar. Asa Fujino, docente da ECA/USP, conta que seu filho (Gabriel, de 17 anos) e amigos tiveram problemas diferentes durante a prova.

Na sala de Gabriel, quando algumas pessoas já tinham começado a preencher o gabarito, os fiscais avisaram aos estudantes do erro contido no cabeçalho, o que deixou muitos nervosos. Outros dois amigos de seu filho relataram problemas com a prova amarela. “Um disse que faltavam duas questõe e outro, que faltavam oito e muitas ainda se repetiam”, diz Asa.

Para ela, a dúvida é como o Inep conseguirá administrar tantos problemas distintos.
“Como farão para resolver caso a caso?”, afirma.