As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Invasão na USP

Redação

18 Março 2010 | 11h44

Por Luciana Alvarez
Do câmpus da Cidade Universitária

 

Cerca de 25 alunos – segundo a USP – ocupam desde ontem um prédio do Coseas (Coordenadoria da Assistência Social da USP). Os estudantes, moradores do Crusp – conjunto de prédios onde ficam os estudantes que não têm renda para obter outra moradia – reivindicam melhores condições de moradia. Segundo informaram os manifestantes, dez alunos da universidade estão alojados em sala de estudo.

A coordenadora da assistência social da USP, professora Rosa Godoy,  já esteve no local para negociar a desocupação com os estudantes. Eles estão debatendo um lugar e horário para a reunião.

É impossível ver quem está dentro do prédio, pois os estudantes taparam as janelas com um papel pardo. Há uma barraca azul na frente do prédio, mas sem ninguém dentro dela.

Segundo o membro do Diretório Central dos Estudantes (DCE) Rafael, que não quis falar seu sobrenome, a comissão do Crusp que organizou a ocupação fará uma reunião ainda hoje para decidir os próximos passos. Rafael afirmou que o DCE não teve tempo para decidir se irá apoiar o movimento ainda. Por enquanto, o DCE apenas acompanha a movimentação na USP.

A coordenadora da assistência social da universidade afirmou à Reportagem que apenas pessoas que não apresentaram documentação exigida ou que não aceitaram auxílio financeiro é que ficaram nessa situação mais precária, no Crusp.

Veja mais sobre a ocupação aqui

Mais conteúdo sobre:

moradia estudantilocupaçãousp