As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Impressora 3D: maquetes, protótipos e paredes

Carolina Stanisci

09 Julho 2010 | 09h00

vinheta - fabio teixeira - pontoedu

Uma das coisas mais interessantes com a qual tive contato aqui na Singularity University (SU) foi a impressora 3D, Semelhante a uma impressora normal, o mecanismo produz objetos, levanta paredes – sem a ajuda de mão de obra. 

Esse tipo de impressão permite, portanto, desenvolver maquetes e protótipos em plástico a partir de desenhos feitos no CAD, por exemplo.

Essas impressoras já existem há muito tempo, é verdade. O que o pessoal da SU apresentou são formas incríveis e inovadoras de utilizar essa tecnologia. 

Atualmente, próteses do corpo humano são caras, demoram para ficar prontas e não ficam lá grande coisa. Scott Summit, da Summit ID, apresentou uma prótese gerada a partir de um escaneamento em três dimensões do membro de uma pessoa que perdeu uma perna.

Ajustes são feitos e o membro é impresso em menos de um dia de trabalho!

Essas próteses impressas podem ser feitas a partir de polímeros simples (plástico) ou modelos mais elaborados de aço inoxidável e pistões para facilitar o movimento.

Agora, pensem em imprimir, literalmente, uma casa!

No curso do ano passado, um dos grupos de alunos apresentou um projeto de construção de casas populares a partir de impressão em 3D link.  Atualmente, existe uma empresa, a Contour Crafting Technology, que já está com projetos em fase de testes, cuja pretensão é construir casas – incluindo a parte elétrica e hidráulica – em menos de 24 horas!

Além da rapidez, a construção seria feita com um mínimo de desperdício e custando bem menos que uma casa comum. É uma excelente solução de moradia para vários países que necessitam construir casas dignas a baixo custo.

 

Leia mais:

Explorando o espaço: mais uma aula na SU
Fazendas verticais: e outros temas falados na SU
Blogueiro conhece Larry Page, fundador do Google
Blogueiro na Universidade do futuro