Fundação Estudar dá dicas de como passar no processo seletivo de bolsas
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Fundação Estudar dá dicas de como passar no processo seletivo de bolsas

Redação Estadão.edu

02 Abril 2014 | 16h30

 

Mais de 50 mil pessoas se inscreveram para concorrer às bolsas de estudo da Fundação Estudar. As inscrições acabaram em março, mas uma nova temporada de cadastros será aberta a partir de outubro – a Fundação ainda não confirmou a data exata.

O programa dá bolsas de estudo para graduação no Brasil, graduação no exterior, intercâmbio acadêmico no exterior durante a graduação e duplo-diploma no exterior durante a graduação, mestrado, doutorado e pós-doutorado no exterior. Além do valor da mensalidade, há possibilidade de bolsa também para custo de vida, moradia, alimentação, transporte, etc. O valor total é avaliado de acordo com o detalhamento de estudos e de planejamento do aluno.

Para quem está fazendo o processo seletivo ou quem pretende se inscrever no segundo semestre, a especialista de recrutamento e seleção da Fundação Estudar, Mariel Vieira, dá algumas dicas. É ela quem conduz todo o processo de seleção do programa de bolsas e, por isso, conhece os principais ‘errinhos bobos’ que eliminam candidatos ao longo das etapas.

Confira as dicas:

Dados básicos
O candidato deve prestar muita atenção ao preencher os campos de dados básicos, como telefone e e-mail, para garantir que não haverá nenhum erro de digitação e que todas as informações fornecidas sejam verdadeiras. Estes contatos serão o único elo com o candidato, a única forma de avisarmos sobre as novas etapas do processo de seleção do Programa de Bolsas. Já aconteceu de enviarmos e-mail e vários deles retornarem, por serem inválidos. Acaba sendo comum o candidato digitar os dados de forma errada, por causa da pressa, ou ter receio de passar o número de telefone, por exemplo.

Teste de lógica
A duração do teste de lógica é de 45 minutos. Ele é composto basicamente de perguntas sobre analogias, padrões lógicos e problemas numéricos. Muitas pessoas alegam que tem um baixo desempenho em teste de lógica, sendo que tiveram excelente desempenho em outros testes (como SAT, por exemplo). Um dos motivos para essa diferença de desempenho é que a maioria dos candidatos se prepara muito bem para vários testes, mas quando se trata do teste de lógica, não dão o devido valor e importância. A dica é ser responsável ao realizar também o teste de lógica: se preparar com antecedência e realiza-lo em um ambiente calmo, onde não terá interrupções e no qual a conexão com a internet seja boa. É importante ressaltar que o teste de lógica tem um peso importante no processo de seleção, pois o enxergamos como um dos filtros iniciais para escolher os candidatos que passarão para as etapas presenciais.

Vídeo
O importante do vídeo não é a qualidade da gravação necessariamente. O que mais vale é que seja possível ouvir e ver bem o candidato. Algumas pessoas querem ser criativas e colocam fotos, trilha sonora, não aparecem no vídeo, etc., mas o essencial é atentar -se para as orientações descritas no regulamento. Ou seja, o vídeo deve ter a duração entre dois e três minutos, sem trilha sonora. O candidato não pode esquecer que o principal objetivo do vídeo é responder a seguinte pergunta: “Quais foram as suas maiores conquistas ao longo da sua vida? Cite pelo menos 3.”

Uma dica técnica: o candidato deve fazer upload do seu vídeo no YouTube e classificá-lo como “não listado”. Para saber como configurar o vídeo, basta acessar o link: https://support.google.com/youtube/answer/157177?hl=pt-BR&rd=1. Caso o vídeo seja classificado como “privado”, algo que acontece com muita frequência, não será possível visualizá-lo e o candidato poderá ser desclassificado. Este é um problema que comumente acontece, seja por confusão quanto à classificação do vídeo, seja por receio de fazer o upload de um vídeo.

Documentação
Envio de foto digitalizada, carta de recomendação e histórico escolar, assim como histórico de ensino superior e resultados de testes (quando for o caso), são itens que exigem um tempo maior para organizar e reunir. É importante que o candidato não deixe para o último minuto, pois precisará solicitar carta de recomendação, ter a foto em mãos para enviar, etc.

Etapas presenciais
O objetivo das etapas presenciais é conhecer os valores e a essência de cada candidato. No entanto, muitos candidatos se preocupam demais com o que vão falar e, com isso, moldam demais as suas respostas Isso acaba prejudicando-os no processo seletivo. Para conseguir um bom desempenho nestas etapas, nada melhor do que se conhecer muito bem e saber contar sua trajetória, ressaltando pontos que impactaram o candidato e fizeram com que ele seja quem é hoje.