As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Física e geografia: provas mais tranquilas que ontem

Redação

12 Janeiro 2010 | 19h37

Vera Lucia da Costa Antunes, professora de geografia do Objetivo, achou a prova da Unicamp “muito criativa”, com uma boa mescla de questões envolvendo conceitos geográficos, como a origem dos continentes, e atualidades.

Numa das perguntas, o vestibulando tinha que apontar quais são os principais produtos que as organizações criminais transnacionais comercializam, além das drogas.

“Não foi difícil. Foi média para fácil. Dá tempo do aluno fazer. Nos anos anteriores era mais difícil”, conclui Vera.

“Foi bem mais simples que o ano pasado, deu para responder com tranquilidade em duas horas”, disse Omar Fadil, coordenador de geografia do Etapa.

A prova de física foi considerada “de média para fácil” para o professor Caio Calçada, do Anglo. “O que mais caiu foi mecânica e eletricidade. Também caiu óptica, ondulatória, termologia. Os enunciados estavam claros e não encheram linguiça contando histórias que não servem para nada”, disse.

Calçada afirmou que houve um erro na questão de número 6, na fórmula de vibração de corda de violão fornecida pelo examinador: F = NV/L. O correto seria: F = NV/2L. Apesar disso, o professor elogiou a prova.

O supervisor de física do Anglo, Ronaldo Moura Sá, também achou a prova “equilibrada, muito boa”. Para ele, o erro na fórmula dada foi grave e pode ter acarretado um “problemão” para os vestibulandos: “O aluno fica em dúvida se usa a fórmula que sabe, correta, ou a fornecida pelo examinador. Vai ter que decidir, isso leva tempo e atrapalha muito.”

Marcelo Monte Forte da Fonseca, coordenador de Física do Etapa, vai mais longe e aponta outro erro na prova de física na questão número 3, sobre energia, em que aparecem duas constantes diferentes, mas com o mesmo nome ‘KB’. “Isso pode gerar uma confusão”, diz.

A Unicamp não deve anular as questões. Eles vão corrigir as questões com flexibilidade. Quem resolver de acordo com a fórmula dada, também será considerado correto”, afirmou.