As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Física e Biologia na terceira prova da Fuvest cometeram deslizes

Carolina Stanisci

10 Janeiro 2012 | 21h36

As provas de física e biologia do terceiro dia da segunda fase da Fuvest cometeram deslizes. De acordo com o professor Bassam Ferdinian, que leciona física no Cursinho da Poli, a prova da disciplina manteve o mesmo grau de dificuldade das provas dos anos anteriores. A número 5, sobre dínamo, foi classificada como ‘pouco criativa’ por ele. “Poderiam ter abordado o funcionamento do dínamo”, declarou ele. O professor acredita que muitos candidatos se assustam com questões sobre física moderna, que nesta prova esteve presente na número 6. Porém, ele alerta que o próprio enunciado ajuda o candidato a respondê-la. “É o terror do aluno, mas basta ler com atenção”, sugeriu ele.

As questões de biologia mantiveram o mesmo nível de dificuldade do ano passado, entre médio e difícil, de acordo com o professor Eduardo Leão, que leciona a disciplina no Cursinho da Poli. Para ele, nenhum assunto que deveria ter sido cobrado ficou de fora e a prova estava bem distribuída. Leão aponta a questão número 6 como mal elaborada e diz que, da forma como foi escrita, ela poderia levar o aluno a outra interpretação. “As demais plantas sugeridas não têm tecido diplóide como foi dido, e sim haplóide”, completou.

Mais conteúdo sobre:

Comentário Fuvest 2012fuvest2012