As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Alunos perdem tempo com erro no cartão-resposta em Salvador

Redação

06 Novembro 2010 | 18h18

Bruno Millen, 20, que já faz o 3º semestre de Medicina Veterinária na Universidade Federal da Bahia e pretende cursar Biologia, disse que alunos que fizeram o Enem no Pavilhão de Aulas I da UFBA, no bairro de Ondina, reclamaram do erro no cabeçalho do cartão resposta.  ‘Uma moça, que estava sentada perto de mim, disse que chegou a se confundir e marcar algumas questões erradas”, comentou.

Bruno disse que o principal prejuízo foi o tempo perdido, ouvindo as informações sobre como proceder com relação à inversão da numeração nos cartões-resposta. “Perdemos um tempo útil e, talvez por isso, muita gente demorou para entregar a prova. Só na minha
sala, nos dez últimos minutos, pelo menos 70% dos candidatos ainda estavam na sala. Eu fui o último. O fiscal tomou minha prova, chutei as 3 últimas questões.”

Maria da Glória Varjão, que trabalhou como fiscal no Colégio Manuel Vitorino, em Nazaré, negou que tenha ocorrido reclamações em sua sala. “Demos as devidas orientações, de forma bem clara, por isso transcorreu tudo dentro da normalidade.”

Alguns colégios de Salvador registraram alto índice de abstenção. No Manuel Vitorino, dos 640 candidatos inscritos, 218
faltaram às provas.