As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Enem: professores do Objetivo analisam provas do segundo dia

Redação

07 Novembro 2010 | 21h31

Para o professor de inglês do Objetivo Wellington Pimentel a prova foi diversificada, com questões que vão desde trechos de música (Viva la Vida, Coldplay) a textos de revista (SpeakUp) e sites. “É interessante notar que a prova reuniu fatos do dia a dia do candidato”, afirma. A prova de espanhol, segundo a professora Alcinea Trinchão, foi bem elaborada e inteligente. “Não caiu nada de gramática. Todas as questões eram de interpretação e de fácil entendimento. Não houve pegadinha.” Para ela, o aluno que não domina outra língua além do português e escolheu o espanhol no Enem fez a melhor escolha.

Considerando o número total de questões e a necessidade de interpretação de muitos enunciados das provas de hoje, o professor de português e redação Nelson Dutra afirmou que é normal os alunos terem tido certa dificuldade para fazer a prova de português. No entanto, ele diz que, em geral, houve muitas questões boas e relacionadas a conhecimentos culturais. Uma delas é a de número 128, do caderno amarelo, que menciona um texto de Negrinha, obra de Monteiro Lobato. “Trata-se de uma crítica ao racismo”, afirma o professor, que aproveitou para mencionar que os recentes comentários em torno do trabalho do escritor são preconceituosas. Para ele, a redação, cujo tema foi “o trabalho na construção da dignidade humana”, representou uma oportunidade para o adolescente refeltir sobre sua posição na sociedade.

O professor de matemática Gregório Krikorian, também do Objetivo, avaliou como positiva a prova de matemática aplicada hoje. “Foi bem feita e dá uma visão muito boa para o aluno que vai ingressar em um curso universitário. Não houve nenhum assunto mais trabalhoso.” A única crítica do professor é a que recebeu dos alunos: “Houve uma queixa generalizada em relação à falta de espaço para fazer contas durante a prova. E isso foi agravado com a proibição do lápis e da borracha.”

Mais conteúdo sobre:

Enem 2010