As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Em visita ao Brasil, especialista sueca fala da importância de cursos no exterior para formação completa

Redação

04 de março de 2011 | 17h34

Em visita a São Paulo esta semana para divulgar o International Academy, programa de High Shool privado da EF Cursos no Exterior, a executiva sueca Therese Agerberth deu algumas dicas da importância e das vantagens de quem investe em um curso fora do país.

Therese trabalha desde 2004 com programas de intercâmbios para adolescentes e, segundo a especialista, o principal benefício de uma formação internacional integral é ter nas mãos um diploma que torna o estudante apto a entrar em universidades importantes como Harvard ou Oxford. Ela lembra que no caso de um curso de alguns meses os maiores benefícios são a melhora no idioma, o ganho de maturidade e chances de bons resultados no vestibular.

Para a especialista, estudantes que querem ter uma formação internacional precisam ser curiosos intelectualmente, estudiosos, flexíveis e criativos, pois o nível de exigência das instituições é muito alto. Ainda de acordo com a executiva, a imersão em uma educação internacional integral forma cidadãos globais e engajados socialmente devido aos trabalhos voluntários exigidos pelo curso. “Esses jovens chegam ao mercado de trabalho com uma formação excepcional”, completa.