As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Em São José do Rio Preto, um aluno diz ser “impossível prever o resultado” e outro corre para ver o jogo do Corinthians

Redação

27 Novembro 2011 | 18h01

* Por Chico Siqueira, especial para o Estadão.edu

SÃO JOSÉ DO RIO PRETO – Estreante em Fuvest, o estudante Caio Brasoli, que fez provas na Unilago, de São José do Rio Preto, disse ser “impossível prever o resultado das provas de hoje”.  Segundo ele, “a prova de matemática foi bem difícil, mas as outras também não foram fáceis”. Caio, que é estudante do terceiro ano e tenta uma vaga no curso de Direito da USP de Ribeirão Preto, disse que as questões das provas da Fuvest foram “bem mais complexas” que a de outros vestibulares, como Barro Branco e Vunesp, que ele já prestou.

Muitos vestibulandos já deixaram a faculdade, onde o concurso está transcorrendo em clima de tranquilidade. Um garoto deixou o local correndo, afirmando que queria chegar em casa a tempo de assistir ao jogo do Corinthians.

Mais conteúdo sobre:

fuvest 2012Ribeirão Pretousp