As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Dia do estudante e do “pendura”

Redação

11 Agosto 2009 | 10h13

Hoje é comemorado o dia do estudante no Brasil. A data marca a instituição, por Dom Pedro I, dos dois primeiros cursos de ciências jurídicas e sociais do País, em 1827.

Um desses cursos, criado na escola do Largo São Francisco, em São Paulo, foi incorporado pela Universidade de São Paulo (USP) em 1934. O outro curso pioneiro foi estabelecido em Olinda, Pernambuco, e depois transferido para o Recife.

Antes da criação dos cursos, a faculdade mais próxima do Brasil era a de Coimbra, em Portugal. Quem quisesse fazer uma graduação tinha de ir para lá ou para outras cidades da Europa.

Em 1927, cem anos após a criação dos dois primeiros cursos, Celso Gand Lev propôs que a data homenageasse os estudantes. O dia 11 também celebra o dia do advogado e inspirou uma brincadeira criada pelos estudantes da USP: o “dia do pendura”.

Segundo a tradição, os estudantes comem e bebem em algum restaurante e depois se recusam a pagar a conta. Para justificar o ato, cantam: “Garçom, tira a conta da mesa / E ponha um sorriso no rosto / Seria muita avareza / Cobrar no 11 de agosto”.

O grupo paga apenas o serviço (10%) e as bebidas e deixa um ofício assinado pelo centro acadêmico para comprovar que o restaurante já contribuiu e não precisará receber outros alunos.

Mas a brincadeira nem sempre é bem aceita pelos restaurantes. Alguns estabelecimentos se recusam a aceitar o “pendura” e chamam a polícia para os estudantes – alguns já pararam na delegacia após tentativas malsucedidas de seguir a tradição.