As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Consórcio com instituição ligada a Harvard vai formar 300 professores

Redação Estadão.edu

17 Março 2014 | 19h07

Um consórcio entre instituições de ensino superior brasileiras com a Laspau, uma organização filiada à Universidade de Harvard, dos EUA, vai promover a formação de 300 professores para adoção de metodologias e tecnologias de ensino inovadoras que favoreçam o aprendizado. Chamado de STHEM Brasil (as iniciais em inglês de Ciências, Tecnologia, Humanidades, Engenharia e Matemática), o consórcio terá duração de três anos – com o objetivo de formar 100 professores a cada ano.

Integrado por 14 instituições brasileiras de ensino superior, entre públicas e privadas, o consórcio é resultado de uma parceria do Centro Universitário Salesiano de São Paulo (Unisal) Lorena com a Laspau (Academic and Programs for the Americas). Cada professor será o multiplicador dos conhecimentos adquiridos para no mínimo outros cinco professores da instituição em que trabalha. Além da Unisal, fazem parte do consórcio a ESPM, UNESP Guaratinguetá, UNIFEI de Itajubá (MG), UNISUAM, FATEC Guaratinguetá, FATEC Cruzeiro, FATEA, FARO, Toledo, UNISALESIANOS, UERJ (Universidade do Estado do Rio de Janeiro), UNIPAC (MG) e Faculdade Dom Bosco de Resende.

O lançamento, que ocorre quarta-feira, dia 19, em Lorena, terá a presença dos professores Eric Mazur, físico da Universidade de Harvard. Ele fará uma palestra sobre Inovação Acadêmica. Também participam do evento os professores Jennifer Craig, do Massachusetts Institut of Technology (MIT), Jonathan Stolk, do Olin College (EUA) e a diretora da Laspau, Angélica Natera.

O investimento vai girar em torno de US$ 180 mil neste primeiro ano, para a vinda dos professores estrangeiros e o deslocamento e permanência dos professores participantes em Lorena. Os gastos serão divididos em cotas pelas instituições participantes. Cada instituição de ensino superior integrante do consórcio arcará com os custos da formação dos seus professores.

Fazem parte do conteúdo design, avaliação de aprendizagem, gestão de aprendizagem, Team Based Learning, estratégias para motivação do aluno, entre outros. A formação presencial dos professores será feita em Lorena, no período de 26 a 30 de maio, e os participantes farão ainda um curso online, entre setembro e novembro de 2014. Os cursos serão ministrados por professores de Harvard, Universidade Northwestern, MIT, Universidade Notre Dame, Universidade de Albany, Olin College (EUA) e da Escola Politécnica de Montreal (Canadá).

 

Veja também:

Universidades brasileiras formam consórcio para importar técnicas de ensino dos EUA

Saiba mais sobre Project Based Learning e Peer Instruction

‘Até o erro é produtivo’, diz aluna da USP sobre métodos ativos de ensino