As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Candidato chama PM ao câmpus da Uniban

Redação

06 Dezembro 2009 | 13h41

No câmpus da Uniban da Vila Carrão, zona leste de São Paulo, o acesso dos candidatos ao Enem foi permitido até as 13h10, 15 minutos além do horário divulgado pelo Ministério da Educação. Ninguém chegou atrasado à Uniban, mas isso não evitou contratempos. Dois estudantes foram impedidos de prestar o Enem. Um deles chamou a Polícia Militar, que enviou dois carros ao local.
Idemilson Lima Freire, de 20 anos, disse que levou ontem à Uniban uma cópia reduzida do RG e pôde prestar o Enem sem problemas. “Hoje o mesmo cara que aceitou meu documento ontem me impediu de fazer o exame”, disse, enquanto argumentava com PMs. “Sempre ando com este aqui para não perder o original. Nunca tive problemas. Até a polícia aceita.”
Jacion Antônio da Silva, de 21, sentou-se na calçada diante do câmpus e chorou por ter perdido o segundo dia do Enem. Jacion disse que levou o RG original ontem e prestou o exame normalmente, mas perdeu o documento. Neste domingo ele levou ao câmpus, para comprovar a identidade, apenas um cartão do bilhete único. “Perdi o exame e vão me descontar o dia de trabalho, porque vou não ter o atestado de que fiz a prova”, disse Jacion, que afirmou trabalhar como operador de telemarketing.