Caiu a ficha
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Caiu a ficha

Redação

05 Novembro 2009 | 12h00

“Depois de voltar do acampamento, esta semana os professores entregaram as provas corrigidas que fizemos na semana passada e já começaram a fechar as médias. Como fechamos a revisão e as provas, voltei ao meu calendário de estudar em casa para as provas específicas de Arquitetura.

Na escola, estamos na Semana Fantasia, que é a última. Estamos só trabalhando no TCC para a aula de Português. O objetivo era contar o que aprendeu no Vera Cruz, o que significou pra nossa vida, as experiências de cada um. Depois, tinha que ligar isso às vanguardas artísticas. Nós escolhemos o Cubismo. No nosso grupo, de nove pessoas, cada um tem uma experiência muito diferente do outro. Por exemplo, gente que estuda no Vera desde criança, gente que veio no colegial, gente que mudou de cidade. Então, cada um tem um ponto de vista diferente, e nisso está a semelhança com os vários pontos de vista do Cubismo. Ainda estamos pensando no trabalho, mas tivemos a ideia de falar da montanha russa, que também é um lugar que provoca reações diversas nas pessoas: uns gostam, outros têm medo. Tem que entregar até segunda, vamos fazer neste final de semana.

Como eu disse, voltei a estudar os assuntos específicos e ontem tive simulado no meu curso de desenho. Além disso, estou estudando história, geografia e física. Para falar a verdade, estou nervosa. Este é meu primeiro vestibular para valer, porque ano passado eu fiz como treineira. Vou tentar só Fuvest. Na terça, aliás, me atrapalhei um monte, enquanto estava estudando, porque finalmente caiu a ficha: faltam só três semanas para a Fuvest. Durante a época de revisão e de provas, eu não cheguei a me dar conta de que estava tão próximo. Tive que parar por uns cinco minutos para me acalmar, porque fiquei realmente impressionada. Foi um choque.

O jeito agora é segurar a barra agora e ir em frente. Porque a hora ia chegar de qualquer maneira. Só acho que ainda tem muita coisa pra estudar e para revisar.”