As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Brasil está na 31ª posição entre 44 países em ranking que avalia proficiência em inglês

Redação

01 Abril 2011 | 16h41

Foi divulgado o primeiro índice que compara a habilidade em inglês de adultos de diversos países. A English First lançou o EF English Proficiency Index (EPI) e o desempenho do Brasil, maior país da América Latina, reflete a baixa proficiência em inglês da área como um todo, que obteve as menores notas entre as regiões cobertas pelo ranking. No entanto, o desempenho do Brasil foi significativamente melhor do que o de diversos países latino americanos, incluindo Chile e Venezuela.

No geral, ficou em 6º entre os 13 países da região. Noruega, Holanda, Dinamarca, Suécia e Finlândia ocupam o topo do ranking, que avaliou mais de dois milhões de participantes entre 2007 e 2009.

Julio De Angeli, vice presidente da empresa para a Europa e Américas acredita que apesar do bom desempenho econômico nos últimos anos, o País  ainda tem grandes desafios com o idioma. “O Brasil precisa aprimorar a habilidade em inglês da sua mão-de-obra para dar o passo final das economias baseadas em mão-de-obra de baixo custo para as economias baseadas no conhecimento.”

No índice EF EPI, os quatro BRICs – Brasil, Rússia, India e China – estão, curiosamente, agrupados lado a lado nos níveis inferiores da tabela. Além do Brasil em 31º, a Rússia está uma posição atrás, em 32º, e a Índia uma posição acima, em 29º. Todos os países estão na categoria de baixa proficiência do índice.

Mais conteúdo sobre:

inglêspesquisaproficiênciaranking