As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Belo Monte, Fukushima e Palestina são as apostas para o última prova da Fuvest

Redação

10 Janeiro 2012 | 12h47

* Por Lorena Amazonas, especial para o Estadão.edu

SÃO PAULO – Os primeiros candidatos a chegarem para o último dia de provas da Fuvest nas Faculdades Integradas Rio Branco, na Lapa, estão confiantes mas esperam questões mais complexas que as de ontem. “Ontem, a prova de humanas estava fácil, mas tive dificuldades nas de exatas e biológicas”, afirma Guilherme Santana, de 19 anos, que tenta uma vaga no curso de Ciências Sociais. Hoje, o estudante irá realizar provas de história e geografia e aposta em questões sobre geografia física. “Já cobraram muito geopolítica. Acho que vão pedir algo sobre os aspectos físicos de Belo Monte”, opina o aluno do cursinho da Poli.

Estela Batista Ramos, de 19 anos, acredita que a prova de geografia poderá trazer algo relacionado à desastres ambientais, como o terremoto do Japão e o acidente nuclear em Fukushima. “É um tema que pode relacionar geografia e física e o Fuvest está bem interdisciplinar este ano”, avalia a candidata ao curso de Fonoaudiologia, que fará provas de biologia, geografia e física.

Já Juliana Rocha Amadio, de 17 anos, vestibulanda de Letras, acredita que o geopolítica continuará a ser cobrada na prova de hoje. “Acho que pedirão algo sobre os conflitos na palestina. É um tema bastante discutido”, diz a  aluna do Colegio Objetivo que fará prova de história e geografia.

 

Mais conteúdo sobre:

fuvestfuvest 2012vestibular