Pressão do segundo semestre: como o vestibulando deve lidar?

Pressão do segundo semestre: como o vestibulando deve lidar?

Oficina do Estudante

26 de agosto de 2020 | 11h28

Pressão do segundo semestre: como o vestibulando deve lidar?

Pressão do segundo semestre

Wander Azanha
Professor de física e orientador educacional da Oficina do Estudante

Antes de mais nada, o segundo semestre é um período importantíssimo para os vestibulandos.

Primeiro por que as provas se aproximam.

E, segundo, porque neste ano ainda existe a agravante da pandemia.

Então, a o estresse, que já é habitual, torna a pressão do segundo semestre ainda maior.

Olhando pelo lado ruim da pandemia, os alunos poderiam se apegar apenas com o aspecto negativo da situação.

Isso porque há todo o estresse das aulas on-line, da superexposição virtual, de todo o conteúdo e da hiperconexão deles na internet…

Isso sem mencionar que a internet nem sempre funciona, pois o mundo está conectado e o sinal pode oscilar.

Pressão do segundo semestre

Dessa forma, todo esse pacote causa um cansaço extremo.

E, em alguns casos, até um desânimo com o ritmo de estudos.

Por isso, alguns alunos nos relatam inclusive uma grande falta de vontade de estudar.

Alguns até pensaram em desistir.

E esse é o lado mais cruel deste período atípico que estamos vivendo.

Porém, entretanto, contudo e todavia, como sou otimista incurável, acredito que podemos olhar a pandemia por outro prisma.

Afinal, as provas dos principais vestibulares, Unicamp, USP, Unesp, e também o Enem, foram postergadas para janeiro de 2021.

Assim sendo, os estudantes terão mais tempo para:
> colocar as matérias em dia,
> eliminar possíveis atrasos,
> refazer provas antigas,
> fazer mais redações,
> ler mais artigos e
> se atualizar com os assuntos do cotidiano mundial.

Portanto, aquele ou aquela que seguir firme, não esmorecer, terá grandes chances de passar, pois muitos já ficaram pelo caminho tortuoso da pandemia.

Então, meu conselho é: sigam fortes.

Tenha fé e foco, meu caro, dê o seu melhor e espere que a aprovação virá.

Portanto, e em conclusão:

Seja seu próprio personal, dê ânimo a si próprio, propondo metas curtas e que possam ser cumpridas, e vá passo a passo ganhando confiança no que está fazendo.

Dicas principais

> faça exercícios físicos
> procure atividades que você goste de praticar
> mantenha a disciplina com os horários e metas de estudo
> tenha consciência do próprio limite (melhor estudar 3 horas no dia assimilando todo o conteúdo do que estudar 5 horas cansando além do seu limite)
> cuide de sua saúde mental

Leia mais

Atenção nas aulas online: como manter? Psicóloga ensina

Mudança no vestibular: como estudar em tempos de Covid-19?  

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: