Mapas mentais aceleram aprendizagem

Mapas mentais aceleram aprendizagem

Oficina do Estudante

10 de janeiro de 2019 | 15h24

Por Juliano Sanches

E-mail: imprensa@oficinadoestudante.com.br

Para facilitar o processo de fixação do conteúdo do vestibular, deve-se recorrer aos mapas mentais, enquanto ferramentas capazes de instigar o processo de associação de códigos e símbolos.

Devido à ansiedade, incorre-se no risco de não se lembrar de algum detalhe. Em alguns casos, a causa do esquecimento está vinculada à liberação do cortisol. O vestibulando, para escapar do branco durante a prova, deve usar um conjunto de recursos visuais, que possibilitem ampliar o potencial de retenção. O Colégio e Curso Oficina do Estudante, por meio da equipe pedagógica, realiza o acompanhamento individual do aluno, no sentido de ampliar o autoconhecimento, durante as atividades desenvolvidas.

No caso de opções relacionadas à ludicidade, sobretudo, no que diz respeito aos exercícios de imaginação, há inúmeras técnicas ao alcance do candidato. Ao centralizar um assunto na lauda, como por exemplo, “mudanças climáticas”, é possível inserir algumas indicações, com orientações dirigidas, por meio de setas. Os aspectos que precisam ser levados em consideração são as origens, os efeitos, as fases, os agentes envolvidos, as linhas de pensamento, entre outros. A criatividade será fundamental para auxiliar a memória, durante a revisão de disciplinas.

Motivar-se, durante o processo, requer o apreço pelo hábito de aprender, o que envolve a curiosidade sobre temas de diversas áreas, sobretudo, com relação às ciências.