Fuvest 2022: Oficina do Estudante analisa provas do 1º dia da 2ª fase

Fuvest 2022: Oficina do Estudante analisa provas do 1º dia da 2ª fase

Oficina do Estudante

17 de janeiro de 2022 | 08h48

 

    A Oficina do Estudante corrige tradicionalmente os maiores vestibulares e o Enem

O 1º dia de provas da 2ª fase do Vestibular 2022 da Fuvest aconteceu neste domingo (16). Os candidatos responderam 10 questões dissertativas de Português mais uma redação.

Confira a correção comentada da prova! 

Integrantes da equipe pedagógica do Curso Pré-Vestibular da Oficina do Estudante de Campinas (SP) analisaram a prova.

Professor de Gramática e Literatura, Milton Costa detalhou que, das 10 questões da prova de Português, quatro foram de gramática, quatro de compreensão e apreensão de sentido, cinco de literatura – sendo que quatro delas acerca dos livros da lista (“Alguma Poesia”, de Drummond, e “Angústia”, de Graciliano Ramos: as mais fáceis; “Campo Geral”, de Guimarães Rosa, e “Terra Sonâmbula”, de Mia Couto: as mais difíceis, de nível médio), duas de semântica e uma de figura de linguagem.

“Gramática e Literatura, portanto, num bom equilíbrio, com leve destaque para a primeira. Questões de nível médio a fácil, numa prova trabalhosa.”

Pontuou ainda que não houve nada de “Quincas Borba”, de Machado de Assis, nem de “Romanceiro da Inconfidência”, de Cecília Meireles, em nenhuma das fases. Por fim, concluiu que foi um exame equivalente ao anterior em termos de dificuldade, com abordagens interessantes, instigantes e atualíssimas, ainda que nada tenha havido de relacionado à Covid.

Redação

Professora de Redação, Vanessa Bottasso analisou que o tema “As diferentes faces do riso” propõe uma reflexão profundamente atual e situada entre os mais importantes debates da sociedade brasileira e mundial, que fazem refletir sobre a vida e o prazer de vivê-la em meio às crises contemporâneas.

“A prova segue o padrão dos últimos anos ao oferecer uma frase temática clara, sustentada por uma coletânea reflexiva e instigadora, provocando o candidato à articulação de ideias e representações do riso para discutir as variadas formas e funções por ele exercidas, tanto individual quanto social e culturalmente”, examinou.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.