Fuvest 2022: confira a análise da 1ª fase feita pela Oficina do Estudante

Fuvest 2022: confira a análise da 1ª fase feita pela Oficina do Estudante

Oficina do Estudante

13 de dezembro de 2021 | 09h53

Integrantes da equipe pedagógica do Curso Pré-Vestibular da Oficina do Estudante de Campinas (SP) analisaram a prova da 1ª fase da Fuvest 2022 aplicada no último domingo (12). A Fuvest é o vestibular mais tradicional do País e seleciona candidatos para os cursos da Universidade de São Paulo (USP). A 1ª fase contou com 90 questões objetivas de Matemática, Física, Química, Biologia, História, Geografia, Português e Inglês.

Confirma a correção comentada da prova! 

Segundo o diretor pedagógico do Curso Pré-Vestibular da Oficina do Estudante de Campinas (SP), Daniel Cecílio, a prova seguiu o padrão tradicional da Fuvest, mais conteudista, porém, com surpresas, apresentando questões muito contextualizadas. “Na Biologia, por exemplo, encontramos uma questão sobre o uso da cloroquina: um tema muito atual. Nos chamou bastante a atenção também, a aparição do universo cinematográfico, com o filme Pantera Negra, da Marvel, em uma questão interdisciplinar de Biologia com Geografia”, destacou.

Em geral, o nível de dificuldade de todas as disciplinas foi semelhante a edição anterior e sem questões polêmicas.

Cecílio comentou que a banca da Oficina do Estudante sentiu falta, em História, de questões que tratassem da participação feminina nos processos históricos. “Seria uma contextualização interessante”, examinou. “Em Física, na questão 54 (prova do Tipo), houve uma gafe, esqueceram de colocar a velocidade na alternativa. Nossos professores consideram que isso deve implicar na anulação da questão”, informou. Finalizou pontuando que, de forma geral, a análise é que a dificuldade foi de médio pra alta, “uma prova muito boa, que vai premiar o candidato melhor preparado, que seguirá para a 2ª fase”.

Química
Pietro Escobar, professor de Química 

“A prova possui nível médio, onde o aluno que estava bem preparado teve uma grata surpresa. As questões estavam bem diretas e com poucos cálculos. A prova de química estava no mesmo nível que a do ano passado (2021) e de outros anos, com poucas contextualizações. Alguns temas ficaram faltando, como eletroquímica e estequiometria, mas os outros assuntos esperados foram bem abordados. Não houve nenhuma questão relacionada sobre vacinação. Concluo, que a prova estava completa, muito clara e concisa. De maneira geral, a banca de química, dos professores da Oficina do Estudante, está satisfeita com a prova.” 

Física
Wander Azanha, professor de Física 

“A prova foi bem contextualizada e surpreendeu ao não cobrar pandemia. Seguindo seu padrão, a Fuvest forneceu algumas fórmulas importantes, mas cometeu uma gafe na questão 54 (prova Tipo V), onde esqueceu a velocidade na alterativa. Concluo que a prova foi justa e abordou assuntos diversos.” 

História
Felipe da Costa Melo, professor de História 

“O vestibular da Fuvest 2022 apresenta um nível de dificuldade médio. O exame tem nível similar ao do ano anterior (2021). Neste ano, não houve temas polêmicos e verifica-se uma contextualização parcial. Nota-se a ausência de questões que tratassem da participação feminina nos processos históricos. Não houve questões de história relacionadas à pandemia. Em suma, observa-se uma prova com temas clássicos, parcialmente conceitual e que permite fazer uma boa seleção de candidatos para a 2ª fase.” 

Língua Portuguesa
Fábio Blanc, professor de Gramática e Interpretação de Texto

“A prova de Língua Portuguesa da Fuvest trouxe questões gramaticais clássicas (identificação de função sintática, relações semânticas entre orações) além das tradicionais questões de interpretação de texto. Ainda que conservadora, as questões gramaticais eram mais simples que as do ano passado. De maneira geral, a prova segue a fórmula da Fuvest, sem surpreender.”

Geografia
Dario Francisco Feltrin, professor de Geografia

“Uma prova de nível médio. Em comparação com a prova do ano passado os temas foram melhor distribuídos, com temas de atualidades. Não apareceram questões polêmicas, porém a questão 62 (da prova Tipo V), apresentou um grau complexidade técnica, como termos pouco falados referentes a maré de Sizigia, quadratura e outros. A prova apresentou ainda várias questões contextualizadas com temáticas envolvendo, meio ambiente, economia, população e da geografia física. A prova apresentou uma distribuição de assuntos bem variados, com destaque sobre o filme Pantera Negra. E também uma questão relativa a vacinação e Covid-19 (questão 6 da prova Tipo V). No geral, a prova de Geografia apresentou grande complexidade e conhecimentos específicos de alguns conteúdos, além de alto grau de contextualização, variando questões tradicionais e clássicas com atualidades.” 

Biologia
Aline Marcelino, professora de Biologia

“A prova de biologia da Fuvest 2022 apresentou médio nível de dificuldade, trazendo conteúdos e questões mais complexas do que aqueles encontrados no vestibular de 2021. O candidato encontrou questões interdisciplinares com geografia e química que exigiam análise de imagens e gráficos, além de questões que abordam temas atuais como vacinação, uso de cloroquina e universo cinematográfico. A prova percorreu assuntos relacionados à fisiologia humana e vegetal, genética e biologia celular. Tradicionais questões de heredogramas, zoologia e evolução biológica não estavam presentes na prova deste ano.”

Inglês
Alexandre Torres, professor de Inglês 

“A prova de inglês da Fuvest do ano de 2022 teve praticamente todas as questões de nível alto e médio, principalmente comparado ao ano de 2021 da qual as questões foram de nível médio e fácil. Como sempre, as questões de inglês sempre estão bem contextualizadas com perguntas, atendendo de forma clara a todos os textos que se dão em vários gêneros textuais. Para grande surpresa não houve nenhuma questão sobre pandemia ou vacinação. Essa prova acabou cumprindo o mesmo estilo das avaliações dos últimos anos, trazendo temas atuais importantes para serem discutidos na sociedade, com temas culturais e científicos que trazem um bom desafio para o vestibulando.” 

Matemática
Rodrigo do Carmo, professor de Matemática 

“A prova de Matemática deste ano teve nível médio de dificuldade, equivalente a edição passada. Não identificamos nenhuma questão polêmica, tendo notado quatro questões que se aproximam do cotidiano do candidato, porém, sem abordar o tema pandemia (em especial Covid-19). Observa-se a ausência de uma questão de sistema lineares. No geral, a prova foi bem abrangente e selecionará os melhores candidatos à 2ª fase.” 

Literatura
Marcelo Maluf, professor de Literatura e Redação

“O nível da prova de Literatura da Fuvest foi mediano. Não houve questões extremamente complexas, mas o candidato precisava ter lido e pensado as obras para conseguir chegar à alternativa correta. Em relação ao ano passado, foi mais tranquila – e, nesse sentido, mais contextualizada: a prova do ano passado parecia antiga, com enunciados que pareciam ter saído dos anos 80. Em relação às polêmicas e à pandemia: nada.”

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.