Como usar a nota do Enem para entrar na faculdade

Como usar a nota do Enem para entrar na faculdade

Oficina do Estudante

09 de abril de 2019 | 11h10

Como usar a nota do Enem para entrar na faculdade?

A nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é basicamente utilizada para seleção dos alunos no ingresso nos cursos em universidades e institutos federais.

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) é o grande instrumento que a utiliza.

É através dele que o aluno pleiteia uma vaga – na federal que deseja – usando exclusivamente a nota do exame.

Além disso, a nota do Enem usada por algumas universidades estaduais, como USP, por algumas particulares e por algumas estrangeiras, como a de Coimbra, em Portugal.

O exame avalia basicamente redação, matemática, ciências humanas, linguagem e ciências da natureza.

Redação

É o que tem o maior peso na composição final da nota do Enem.

“É sem dúvida um divisor de águas. Então, o aluno deve focar nela”, afirma o professor de português Antunes Rafael, diretor pedagógico do Colégio Oficina do Estudante.

“Muitos a desprezam e focam nas outras áreas, mas, estudos comparativos demonstram que – quando o aluno tem uma nota de redação alta e notas não tão altas no resto, ainda assim, a média final dele é maior do que se fosse o contrário (do que se ele tivesse notas altas nas outras áreas e baixa na redação)”.

Preste atenção redobrada às competências de avaliação:

Domínio da Norma Culta

O aluno tem que dominá-la. Não adianta ele pensar que vai escrever do jeito que fala, que vai ser aceito, porque não vai. A banca é bastante criteriosa nesse sentido.

Repertório

É imperativo saber história e o que se passa ao redor. Tem que conhecer os assuntos da atualidade e as implicações deles no mundo.

Coesão e coerência

O estudante tem que dominar esses elementos, sobretudo as conjunções adequadas para transmitir o sentido que quer expressar no texto. Isso faz uma diferença grande.

Criticidade

É preciso se posicionar criticamente. E um ponto importante é que, na redação do Enem, é necessário apresentar uma proposta de solução ao problema proposto. Não se pode falhar nisso.

Conclusão

O texto demanda a estrutura clássica de uma dissertação. Portanto, busque elementos que comprovem a sua fala: vincule-os a um discurso de autoridade, como algum instituto de pesquisa, órgão público, que valide a argumentação com indício de concretude, para que o seu texto tenha credibilidade.

Jamais fuja do tema

Na edição sobre a inclusão dos surdos, alguns alunos entenderam a proposta como sendo de deficiência geral e trataram de outros itens que não a surdez. E isso deu muito errado. Por isso, atente-se especificamente ao que é pedido.

Não erre questões fáceis

São elas as que mais valem mais pontos.

Nota do Enem

O sistema de correção da nota do Enem não é linear (quando cada acerto vale um ponto); é diferenciado, e se baseia na Teoria de Resposta ao Item.

“Às vezes, perde-se muito tempo resolvendo uma questão difícil, e essa questão não vai valer absolutamente nada na somatória final da nota do aluno”, acrescenta o especialista. “O Enem tem uma abordagem diferente, que precisa ser conhecida e encarada na hora de fazer o exame”.

Foco em matemática

Outra dica do coordenador é focar em matemática, porque ela, entre as disciplinas, é o que acaba pesando mais na nota final do candidato no Enem.

Tendências: