Como estudar pra prova? E qual método é melhor usar?

Oficina do Estudante

12 de março de 2020 | 12h25

Antes de mais nada é preciso saber que métodos de estudo variam e não existe apenas uma forma correta de estudar.

Cada aluno identifica qual o melhor método pra ele.

E o resultado na prova é o indicador se o caminho que escolheu está correto, ou necessita de modificação/ aprimoramento.

Com isso em mente, o aluno necessita criar o hábito de estudar um pouco todos os dias.

Ou seja, não deve deixar para estudar TUDO no dia que antecede a prova.

Com essa rotina diária de estudo, conseguirá sanar as dúvidas antecipadamente.

E, assim, vir preparado para a tão ‘temida’ avaliação.

Mas como fazer isso?

Assistindo a vídeoaulas ou comparecendo a plantões de dúvida.

como estudar pra prova?

Escolha do local

Antes de começar a estudar, é preciso escolher um local adequado.

Se preferir ficar em casa, escolha um lugar calmo.

Fique distante de televisores e celular ligados, e evite estudar deitado (a).

A biblioteca e a sala de estudo são locais preparados e ideais para manter o foco e a concentração.

Tenha um plano

Programe-se!

E depois siga fielmente esse plano.

Imprima o cronograma semanal e deixe visível onde você estuda.

Faça intervalos

Além disso, é importante que o cérebro tenha um descanso a cada uma hora seguida de estudo.

Para tanto, descanse 5 minutos.

Aproveite para ir ao banheiro e/ ou tomar água.

Tire suas dúvidas

Acesse portais confiáveis.

Compareça também aos plantões de dúvida do colégio/ cursinho.

Isso porque outros professores explicando o mesmo tema o ajudará muito.

Estude em grupo

Por fim, estude com outras pessoas.

O intuito é um ajudar/explicar pro outro.

Assim há mais motivação.

Discutir a matéria entre colegas é saudável, mas lembre-se de não fugir do tema proposto.

Caso contrário, é melhor mesmo estudar sozinho (a).

Lembre-se: se você REALMENTE estudou e não possui dúvidas sobre o conteúdo aplicado em sala de aula, não há o que temer.

Tenha uma excelente prova!

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: