Aulas presenciais seguras: responsabilidade compartilhada entre alunos, pais e escolas

Aulas presenciais seguras: responsabilidade compartilhada entre alunos, pais e escolas

Oficina do Estudante

09 de agosto de 2021 | 12h03

A volta às aulas presenciais exige, mais um vez, um discurso unificado e a cooperação entre alunos, pais e educadores, que compartilham a responsabilidade de não contraírem ou propagarem o vírus. A afirmação é de Antunes Rafael, diretor pedagógico do Colégio Oficina do Estudante de Campinas (SP).

“Todos nós ainda estamos vivendo uma pandemia. É muito importante que as famílias dos estudantes entendam que é inútil as escolas terem implementado e aplicarem rígidos protocolos sanitários, se o aluno desrespeitar as regras quando saí do colégio”, explica. O educador reforça que crianças e adolescentes devem permanecer atentos às medidas preventivas básicas: distanciamento social, uso de máscara e higienização constante das mãos.

Para Rafael, uma das principais preocupações é que, apesar de muitos jovens serem assintomáticos, podem ser agentes transmissores do vírus e acabarem infectando parentes integrantes do grupo de risco. Por exemplo, os avós. “Logo no primeiro dia de aula deste ano, em fevereiro, orientamos nossos alunos sobre a importância desse autocuidado, que reflete na saúde deles e do próximo”, disse.

“Não adianta as instituições de ensino irem numa direção e a família seguir na oposta. Deste modo, o aluno vai pender para o lado que lhe for mais conveniente. Mais grave: se a família não enxerga a necessidade de atender os protocolos e medidas preventivas, é provável que o estudante replique essa conduta no ambiente escolar”, chama a atenção.

Prevenção
Em 2020, a Oficina do Estudante realizou uma série de adequações para garantir a segurança sanitária de alunos, colaboradores em geral e professores. Salas de aulas foram reformadas, funcionários foram treinados, tudo em conformidade ao Protocolo Sanitário Setorial de Educação do Estado de São Paulo e diretrizes da Prefeitura de Campinas. Entre outros: foram instalados mais ventiladores para ampliar a renovação de ar em espaços comuns; puxadores de portas em sanitários sem contato com as mãos; adesivos foram afixados no chão, bancos e cadeiras para delimitar o distanciamento correto; além da instalação de dispensers e totens com álcool em gel.

SAIBA MAIS SOBRE A OFICINA DO ESTUDANTE ! 

CONHEÇA AS UNIDADES DO COLÉGIO OFICINA DO ESTUDANTE! 

 

 

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.