Arte de escrever bem em redações garante aprovação

Arte de escrever bem em redações garante aprovação

Oficina do Estudante

04 Janeiro 2019 | 15h47

Por Juliano Sanches

E-mail: imprensa@oficinadoestudante.com.br

No momento de definir os critérios para a produção das dissertações, é recomendável cautela quanto às escolhas de proposta de intervenção, pois, se não respeitar os direitos humanos, ou incorrer em tentativas que não correspondam aos princípios da Constituição, o estudante comprometerá a atuação. No Colégio e Curso Oficina do Estudante, o apoio da equipe pedagógica garante o domínio das estratégias recorrentes de produção de texto, validadas pelos vestibulares nacionais das universidades estaduais e federais mais renomadas.

Ao desenvolver um raciocínio, é necessário se afastar de expressões em tom extremista. Como por exemplo, “nenhum”. Deve-se construir a argumentação com base na relação entre os pressupostos históricos alinhados a uma narrativa, em sintonia com o papel exercido pelos agentes em dadas condições.

O combate aos clichês inclui, por exemplo, a atitude de se afastar de expressões categóricas, que contraponham os referenciais defendidos pela ciência.

O uso de uma linguagem empolada sabota a proposta, uma vez que demonstra amadorismo, pelo fato de tentar apresentar um estilo, sem dominá-lo. O discurso claro e objetivo, longe de qualquer pretensão de formalidade, leva ao êxito.