Alto nível de estresse e ansiedade dos vestibulandos: como acalmar os ânimos

Alto nível de estresse e ansiedade dos vestibulandos: como acalmar os ânimos

Oficina do Estudante

23 Setembro 2016 | 15h48

E aí, pessoal?

As provas de vestibular se aproximando deixam a maioria dos alunos nervosos e ansiosos, não é? Se as avaliações do colégio já são motivo de nervosismo, imagina as provas que podem definir o rumo da vida de cada um!

A ansiedade que toma de conta da galera durante o período em que eles estão se preparando para enfrentar as provas dos vestibulares pode atrapalhar o desempenho de muita gente.

O reflexo do grande mal-estar físico e psíquico; de toda a aflição e agonia vividos pelos jovens, aparece nos resultados das avaliações – feitas pelos estudantes que estão no 3º ano do Ensino Médio – e também dos simulados – que são provas preparatórias para os exames de vestibular que são importantes para o treino físico e psicológico antes da prova).

O alto nível de estresse pode refletir, portanto, no resultado das aprovações dos vestibulares. “Nós, professores, costumamos dizer que 40% do desempenho dos alunos na hora da prova está associado a preparação psicológica, de fatores emocionais, e 60% está ligado à questão do conteúdo”, explicou o coordenador de Ensino Médio da Oficina do Estudante, Antunes Rafael. Segundo o coordenador, geralmente o aluno que não passou no vestibular e que presta novamente o exame é um aluno mais nervoso, mais ansioso. Ele explica que na hora da prova, se ele não tiver um autocontrole, isso pode impactar no resultado.

Alunos da Oficina realizam simulado dentro de sala de aula, no campus da Unicamp

Alunos da Oficina realizam simulado dentro de sala de aula, no campus da Unicamp

“O principal papel que a escola tem é o treino. A ansiedade é calibrado a medida que é feito o exercício de repetição, o treino, a quantidade de simulados que a Oficina oferece ao alunos, é justamente para quebrar a ansiedade de um dia oficial de provas”, explica o professor.

O estudante é submetido a todo o aparato que ele terá em um dia oficial de provas de vestibular: rigor no horário, quantidade de questões, perfil da prova – que é adequado para exame que ele está buscando. Isso vai quebrando a ansiedade e dando mais segurança. “O dia que o vestibulando vai fazer a prova, é como se ele estivesse vindo aqui, fazer um simulado. Ele já fez isso tantas vezes ao longo do ano, que é só mais um dia de prova”, conclui.

Esporte e lazer

Outras medidas são essenciais para aliviar o estresse, como fazer atividades físicas e de lazer no ano em que ele vai prestar a prova. É importante ainda ressaltar que a família, amigos e professores devem evitar a pressão excessiva sobre o estudante, pois podem prejudicá-lo ao invés de ajudá-lo.

Moara Semeghini/ Oficina do Estudante