As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

V – Visitas às escolas

Claudia Gonçalves

10 Março 2014 | 12h01

Visitando as escolas

 

O mês de abril é excelente período para se visitar as escolas de MBA no exterior. Último mês de aulas antes da entrega de trabalhos e provas finais, abril pode dar aos candidatos uma boa ideia e experiência de como é fazer seu MBA naquela escola. A próxima boa janela de tempo para visitar as escolas de MBA é meados de outubro/ meados de novembro.  Visitar as escolas fora do período de aulas pode ser frustrante e mesmo passar uma ideia errada acerca da escola (ambiente, pessoas…).

Cada escola tem sua política quanto às visitas de candidatos. Algumas organizam e ajudam os candidatos com campus tour, almoços ou  jantares com alunos, assistir aulas como ouvinte e conversas com o admissions office, enquanto outras apenas organizam sessões informativas em datas fixas.

Pontos positivos das visitas: ter uma visão mais de dentro da escola pode ajudar na hora de escrever os essays e de mostrar por que quer aquela escola. Contar sua experiência durante a visita com entusiasmo nos essays ou na entrevista pode ajudar. Outro ponto positivo é eliminar escolas em que não se sinta parte. Não só as escolas devem buscar candidatos com que se identifiquem, mas os candidatos também devem buscar um ambiente com que se adaptem.  Em escolas com classes menores, como Darden e Tuck, as visitas são extremamente importantes, pois são registradas e tornam-se parte do processo de aplicação.

Portanto, a visita não deve ser subestimada; tem que ser cuidadosamente preparada tanto em relação à época, escolha de escolas, o que vestir, o que falar, o que perguntar… Não basta aparecer e ver como é. Não é positivo pedir um horário com o admissions office e depois não ter nada a dizer.

Dicas:

0-     Prepare-se antes de visitar:

Faça a sua lição de casa antes de embarcar; como você nunca sabe com quem vai interagir ou quem irá falar sobre você posteriormente, garanta causar sempre uma boa impressão por conhecer o básico sobre a escola e já ter algumas ideias sobre como vai aproveitar bem o curso.

Visite os websites e garimpe as estatísticas sobre perfil dos alunos, empresas que recrutam, empregabilidade e salários, e critérios de admissão. Lembre-se que não pega bem fazer perguntas que facilmente poderiam ser respondidas lendo-se o website.

 

1-     Converse com alunos:

Não há melhor forma de conseguir se expor à cultura da escola que interagindo com os alunos. A forma como recebem visitantes, como interagem nas aulas, o que fazem após as aulas… enfim, é uma boa amostra do que vai encontrar no dia a dia, caso seja aprovado e decida-se por aquela escola. Além de interagir com alunos, busque uma variedade de pontos de vista – professores, equipe da escola, pessoal de admissões. Ter uma ampla visão e diversos pontos de vista é fundamental; é difícil formar uma opinião sobre a escola depois de se conversar com uma ou duas pessoas apenas. Recorra ao seu network: veja quem você conhece que está fazendo ou já fez MBA; converse com estas pessoas e peça que te apresentem alunos das escolas que você pensa em aplicar.

Peça que os alunos descrevam a cultura da escola em suas próprias palavras; pergunte como é o nível de competição entre alunos tanto dentro da sala de aula como na busca por oportunidades de emprego ou estágio; pergunte sobre o tipo e qualidade de ajuda que eles recebem para a busca de oportunidades profissionais pós-MBA, e procure descobrir o nível de satisfação deles com a escola (procure ver sinais mais sutis, como por exemplo, entusiasmo e energia ao falar da escola, através de fatos mais concretos).  Algumas escolas podem designar um aluno que tenha objetivos ou carreira similar para acompanhar por um dia um candidato; isso pode ajudar o candidato a entender as atividades e papéis que pode assumir quando estiver fazendo seu MBA.

 

Tente manter contato mesmo que por e-mail ou Facebook depois da visita. Pode ser uma forma de se manter atualizado com as novidades da escola.

 

2-     Investigue as oportunidades de carreira:

Embora não se deva visitar o centro de serviço de carreira na sua visita como candidato, é importante tentar investigar as oportunidades e tipo de ajuda que esse serviço pode te oferecer na hora de procurar seu emprego.

Entenda como esse serviço funciona em cada escola e como podem ajudar em seu caso específico. Para tanto, é importante que você tenha mais ou menos em mente o que vai buscar após seu MBA. Caso queira uma mudança de carreira, será importante saber se o serviço de carreira dá o devido suporte ou se terá que buscar essa mudança de forma mais independente. Tanto alunos como ex-alunos podem dar pistas sobre esse aspecto.

O pessoal do setor de admissões também pode ser uma boa fonte de respostas quanto a oportunidades de emprego, além, claro, das estatísticas e listas de recrutadores que você pode buscar nos sites das escolas. Fique atento a web chats sobre carreira que o pessoal do serviço de carreira normalmente mantém.

3-     Conheça o corpo docente:

Assistir aulas é a melhor forma de experimentar a cultura da escola e de saber se professores usam mais aula expositiva ou estudo de casos, como são as interações dos professores com alunos e entre os alunos. Como você vai passar uma parte substancial do tempo em sala, ter uma experiência de como será é muito importante.

Nas aulas, candidatos visitantes não podem participar, pois esse é um direito reservado aos alunos matriculados e pagantes.

Caso você tenha alguma área específica de interesse, pode solicitar uma conversa rápida sobre o tema com um professor. Isso lhe dará alguma ideia também sobre a disponibilidade dos professores naquela escola. Pergunte sobre pesquisa, envolvimento de alunos em pesquisas, quais as conexões do corpo docente com o mercado.

4-     Faça o grande tour:

Conhecer o ambiente da universidade além da escola de negócios também é importante. A universidade como um todo estará à disposição do aluno. Pergunte quais partes da universidade são mais acessíveis aos alunos de MBA, onde as pessoas saem, como é morar na cidade ou no alojamento do campus. Conheça a cidade e veja as opções de moradia e entretenimento. Pode não ser o fator número um na sua tomada de decisão, mas certamente o lugar onde vai morar por dois anos é relevante.

5-     O campus é amigável para famílias?

Se você for casado, com ou sem filhos, vai querer saber como sua família se integrará à vida no campus. Se há atividades para o(a) parceiro(a) ou filhos, infraestrutura adequada. Se este for seu caso, procure conversar com pessoas em igual situação na escola.

No Poets&Quants, Shawn P. O’Connor faz uma lista de ótimas perguntas para se fazer durante a visita:

1. O que você mudaria na escolar? Pergunta tem o potencial de mostrar os pontos fracos da escola, caso o aluno seja sincero…

2. Com que frequência você interage com professores for a da sala de aula? Aqui você poderá ter uma ideia se os professores estão mais interessados em ensinar ou pesquisar.

3. Quais outras escolas você aplicou? Porque escolheu essa escola? Essa pergunta pode dar pistas sobre quais outras escolas de MBA são pares ou concorrentes desta.

4. Que papel o serviço de carreira realmente tem em ajudar a encontrar empregos? Essa pergunta ajuda a entender se esse serviço é efetivo. Veja se acontecem feiras de recrutadores, workshops para fazer CVs ou preparação para entrevistas. Só um aluno pode te dizer se esse serviço é bom ou não.

5. Como é o lado social da escolar? Lembre-se que fazer networking é bastante importante, assim, você deve avaliar se a vida social da escola se ajusta a você.

6. Quais atividades você está envolvido fora da sala de aula? Isso te ajuda a ver como é a vida do aluno fora da sala de aula.

7. Qual a facilidade/ dificuldade em conseguir se matricular nas eletivas especialmente no segundo ano? Conseguir cursar as matérias que você quer é fundamental. Entenda como é a política de eletivas e elegibilidade das escolas para as quais está se candidatando.

8. Você desenvolveu relacionamentos com alumni durante seu MBA?  Isso ajuda a medir a força do network e da comunidade de alunos daquela escolar. Te ajuda a entender se os ex-alunos são engajados e participativos após o MBA. Isso pode ser importante na hora de buscar oportunidades de emprego, buscar parceiros ou mesmo contratar pessoas.

9. Quais recursos a escolar disponibiliza para que os alunos lancem novas empresas? Obviamente importante para quem tem interesse em empreendedorismo, mas também fala da confiança da escolar em seus alunos e formandos.

10. Você sabe onde vai trabalhar ano que vem? Vá além da empresa ou posição específica. Veja quão trabalhoso foi conseguir essa posição e quais as empresas que recrutaram na escolar. Aqui você pode descobrir se essa é uma escola importante para o tipo de empresa que você quer trabalhar. Fique atento ao tipo de dificuldade que o aluno está tendo em conseguir uma colocação.

 

Em suma, só vale a pena visitar as escolas em épocas de aulas. O melhor momento é na primavera – ou seja, abril/maio. Prepare-se bem e planeje sua viajem. Escreva para os admissions offices das escolas que pretende visitar para combinar toda a logística e solicitar de acompanhar algum aluno por um dia em suas atividades. Interaja com o maior número de pessoas que puder, desde alunos, professores, pessoal que dá suporte aos alunos. Conheça a cidade e o campus da universidade.

Procure planejar um dia e meio para cada escola.