Esposas de alunos de MBA e Carreira
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Esposas de alunos de MBA e Carreira

Claudia Gonçalves

30 Abril 2014 | 07h50

Esposas de MBA x Carreira

 

Seu cônjuge acabou de receber a notícia a que estava esperando há alguns meses: ele finalmente foi aprovado naquele MBA!  U-HU!  Sucesso, celebração e alívio… A ansiedade dele deixa de existir, e agora ele está tranquilo que sua vida está “feita” (estudar pelos próximos um ou dois anos, conseguir uma oferta de emprego boa, ter uma carreira de sucesso a curto prazo, etc).

Mas… e a sua vida?  O que será de seus próximos anos de carreira?  Essa é uma das aflições mais comuns das parceiras dos futuros estudantes.

Após o tradicional “Oi, como você se chama?”, a próxima pergunta em uma conversa qualquer geralmente é “o que você faz?”.  Nós nos definimos muito mais pelo emprego que temos do que por nossos valores, nossa educação.  Então, imagina o desespero ao, após 10 anos respondendo “Oi, eu sou a Paula. Trabalho na XPTO como gerente de XPTO2”, passar a dizer algo como: “Oi, eu sou a Paula.  Meu marido se mudou para os Estados Unidos para cursar um MBA, e eu acabei vindo com ele.  O que eu faço? Bem…”  Muito triste (pelo menos para mim, que adoro ter minha vida planejada, com objetivos e próximos passos claros).

Passado o desespero inicial (“e agora?  O que vou fazer sem meu trabalho/família/amigos/cachorro?”), o fato é que esses anos fora do Brasil podem ser os melhores da vida (e carreira) também das esposas dos estudantes.  Afinal, quando novamente teremos a chance de parar de correr no automático e de fato questionar “o que quero fazer da minha vida?”.

Se você já era uma pessoa que amava seu trabalho, ótimo!  Como usar esses dois anos se aprofundar ainda mais no assunto que já amava?  Que habilidades você pode desenvolver nesse período que serão extremamente valorizados na sua volta?  Qual era aquele curso que sempre quis fazer, mas nunca teve tempo? As oportunidades de crescimento são infinitas.

Mas, e se você não for exatamente apaixonada pela sua vida que levava?  Melhor ainda: é hora de se reinventar.

Um aluno de MBA entra um antes do MBA, e sai outro depois. Trata-se de um crescimento incrível, em que muitas novas portas serão abertas.  Portas essas, dentro de um grande edifício chamado sucesso corporativo (na maioria dos casos, claro).

Para as esposas, essas portas não estão necessariamente abertas.  Afinal, muitas não poderão continuar em suas carreiras no atual formato.  Os vistos de “parceira” dificilmente permitem que você trabalhe no exterior (com exceção do J-2).  E, pior, tem alguns vistos que nem fazer cursos de caráter educativo permitem (F-2).  E agora, José?  Como avançar sua carreira sem trabalhar ou estudar?

Resposta: com muita criatividade!  As portas do edifício não estão abertas?  Vai procurar uma casa de praia!  Um escritório comunitário.  Um lugar na Casa Branca.  Exageros à parte, o fato é que muitas vezes restringimos “o que é possível” ao que é “viável”, ou “provável”.  Que chato.

Que tal buscar algo completamente imprevisível?  Essa é a chance para testar coisas novas.  Porque você pode errar e tudo bem.  Na pior das hipóteses, você voltará exatamente para o mesmo lugar onde estava antes (afinal, o trabalho para o qual você é melhor qualificada é exatamente o trabalho que fazia antes de sair).  Então vá em frente: erre muito!  Erre grande!  Erre feio!  Cada “erro” cometido é uma informação a mais para tomar melhores decisões no futuro.  Ou seja, qualquer passo é melhor que nenhum passo.

E, quem sabe, em meio a tantos erros, você não ache aquela coisa que sempre sonhou fazer?

No mínimo terá boas histórias para contar.

 

————————————————

Paula Braga é uma coach internacionalmente certificada (ICF), fundadora e CEO da Orange Coaching.  Sua especialização e paixão é ajudar outras “esposas de MBA” a criarem a vida e carreira de seus sonhos.  Seu histórico profissional inclui mais de 10 anos de experiência em multinacionais, com formação em Administração de Empresas pela FGV  e pós-graduação em Marketing na ESPM.