E – Empreendedorismo em Columbia
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

E – Empreendedorismo em Columbia

Claudia Gonçalves

02 Abril 2014 | 12h32

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Columbia Business School quer mudar seu posicionamento na costa oeste americana para se tornar mais conhecida como escolar que fomenta empreendedorismo. O director do Centro de Empreendedorismo Eugene Lang, Vince Ponzo, está disposto a colocar Columbia definitivamente no cenário empreendedor. Ponzo, que assumiu esta cadeira em novembro de 2013, já colocou em ação um plano estratégico que não só colocará Columbia no centro de negócios em NYC, mas no centro do empreendedorismo em Silicon Alley, a contrapartida e resposta da costa oeste para o Silicon Valley da costa leste.

Ponzo focou em assegurar dúzias de espaços em incubadoras em NYC para os alunos da escolar e também lançou o #StartupColumbia, a conferencia sobre empreendedorismo inaugural da escolar. Ponzo também está explorando aulas que vão desde design centrado em humanos a domínio da linguagem digital.

O principal objetivo de Ponzo é expandir o empreendedorismo dentro de Columbia. Nas palavras dele: “ Eu quero dissociar o empreendedorismo das pessoas que pensam nisso como apenas começar uma empresa num mundo onde setores vão e vem, empresas nascem e morrem, carreiras surgem e desaparecem. Há tanta mudança que acredito que o empreendedorismo e o pensamento empreendedor são habilidades cruciais para qualquer pessoa.”

As modificações curriculares e de programa se dão em três dimensões: pensar (para encorajar o pensamento empreendedor e inovador); começar (para fornecer recursos e conhecimento para alunos que estejam criando seus empreendimentos); e crescer (para ajudar empreendedores a expandir seus negócios).

No campo do crescimento, alguns progressos já foram feitos. A escola vai tomar parte do lançamento do Columbia Startup Lab, um dos maiores espaços de trabalho compartilhado  em incubadoras em Silicon Alley.  O espaço de cerca de 475 m2 se abrirá para 71 empreendedores de Columbia em junho de 2014. O local, que é compartilhado com a comunidade de startups WeWork, se destina a cultivar a colaboração cros-disciplinar, em que alunos de diversos cursos da universidade, incluindo engenharia e assuntos públicos e internacionais, se juntarão aos alunos do segundo ano do MBA e alumni recém formados.

De acordo com Ponzo, a incubadora expande as opções existentes para os alunos com inclinação empreendedora, tal como  o Entrepreneurial Greenhouse Program, uma matéria do segundo ano que ajuda estudantes a preparar seus negócios para receber investimento.

A universidade também vai hospedar o evento #StartupColumbia em 11 de abril.  Esse festival de um dia inclui apresentações de especialistas e gurus como Dennis Crowley, o fundador do  FourSquare, ou o investidor anjo  David Tisch, e o fundador do Dropbox, Drew Houston. Os alunos que aspiram ser empreendedores terão oportunidade de apresentar suas ideias de negócios em uma competição para receber $50 mil dólares.

Columbia por seu turno orquestrou esforços para dar mais impulso ao empreendedorismo ao aumentar o interesse dos alunos no empreendedorismo. No ano acadêmico  2012-2013, cerca de 80% dos alunos do MBA fizeram algum curso sobre o tema. O crescimento do clube de empreendedorismo da escola, o Columbia Entrepreneurs Organization, subiu de 321 membros em 2011 para 406 esse ano. “Precisamos fincar nossa bandeira no solo do empreendedorismo…Sabíamos que precisávamos estar nesse mapa, e sabíamos que Ponzo nos colocaria lá” explica Christopher Cashman, diretor de RP da Columbia Business School.

Mais conteúdo sobre:

Columbiaempreendedorismo