Federal do Sul de Minas muda Edital para Medicina.

Federal do Sul de Minas (UNIFAL) muda Edital para Medicina. Mudança acontece depois de artigos publicados no Estadão On Line. Nas regras anteriores a UNIFAL poderia ficar sem preencher as suas 60 vagas em Medicina.

Mateus Prado

10 Janeiro 2015 | 10h20

O Edital já mudou. Neste dia 09 de Janeiro, sexta feira, o Reitor da Universidade Federal de Alfenas comunicou mudanças nas notas minimas para concorrer ao curso de Medicina, na Universidade, pelo SISU. Confira o Comunicado da Reitoria:

A UNIFAL (Universidade Federal de Alfenas), no sul do estado de Minas Gerais, mudou o Edital e o termo de adesão ao SISU 2015, ainda em tempo para quem for concorrer ao SISU de primeiro semestre, depois que esta coluna, do Estadão, apontou que erros no edital prejudicariam alunos cotistas no curso de Medicina e poderia, inclusive, deixar as 60 vagas de Medicina de seu curso sem serem totalmente preenchidas (mesmo que com alunos não cotistas).

Este é o segundo ano do Curso de Medicina na Unifal.

Entre outros erros, o Edital exigia nota minima de 700 em Linguagens para que quisesse concorrer a Medicina (o que daria cerca de 40 acertos, ou 90% de acertos, nesta prova) e o preenchimento de vagas não ocupadas por cotistas por alunos que concorressem pela ampla concorrência.

A Universidade agiu imediatamente, assim que informada do erro/equívoco. Esta coluna acredita que o equívoco aconteceu por vários dos profissionais da Universidades Federais, inclusive os envolvidos nas decisões da seleção de alunos, não são suficiente orientados que as notas do ENEM, divulgadas em escala de desvio padrão de média 500 e desvio 100, não possuem relações diretas com escalas decimais de notas que estamos acostumados a utilizar no dia a dia das Universidades, dos Vestibulares e do Ensino Médio (em uma escala decimal os 700 exigidos na prova de Linguagens significaria 70% de acertos na prova, bem diferente dos 90% que o edital estava exigindo).

Além da publicação neste espaço, esta coluna fez contato, por email, com vários setores da Universidade, como a Reitoria, a Ouvidoria, a Coordenação do Curso de Medicina, a Comissão de Vestibulares e a Assessoria de Imprensa, entre outros. Também apresentou denúncia ao Ministério Público Federal.

Confira a coluna que deu origem às prometidas mudanças no Edital e no Termo de Adesão ao SISU 2015.1 da Unifal :
http://educacao.estadao.com.br/blogs/mateus-prado/unifal-burla-cotas-em-medicina/

Mateus Prado – Especialista em ENEM. mateusprado@usp.br