A Química no ENEM

Mateus Prado

23 Outubro 2015 | 10h28

Por professor Arnaldo César

 

Observação: Se você tem muuuita dificuldade em Química, não tente aprender nesse momento. Agora é hora de revisar os conteúdos que podem te dar uma melhor pontuação, ao invés de perder tempo com o que você não sabe. Fica a dica.

 

Prova tão temida por muitos, a prova de Química é a prova que dentro da coerência pedagógica de acertos (quando o aluno acerta de maneira satisfatória: fáceis, médias e difíceis nessa relação ascendente) juntamente com os assuntos de Física na prova de Ciências da Natureza alavanca a nota principalmente dos alunos que querem cursos com notas com médias maiores como é o caso de Medicina e Engenharias. Nesse escrito irei colocar pra vocês leitores assuntos que caem com muita frequência nas provas. Principalmente, considerando que no ano passado tivemos três edições do ENEM (CONVENCIONAL, PPL E EDIÇÃO EXTRA), observa-se nessas provas repetição de assuntos. Notícia muito boa para os alunos que precisam ganhar uma pontuação extra. Irei destacar aqui as temáticas ambientais (efeito estuda, camada de ozônio, reaproveitamento de materiais com reciclagens), tratamento de água, funções orgânicas: principalmente relacionado ao reconhecimento das mesmas, cálculos químicos e estequiométricos. Esses assuntos citados em nenhum momento, podem ser deixados de lado, sob pena de prejudicar a nota do aluno. Irei exemplificar essas minhas convicções relacionando com comentários dos assuntos e questões de últimas edições.

PONTO 1 – RECONHECIMENTO DE FUNÇÕES OXIGENADAS E NITROGENADAS: A PROVA COMO UM TODO SE PREOCUPA MAIS COM O RECONHECIMENTO DA FUNÇÃO DO QUE COM A NOMENCLATURA. Muita atenção aos alcoóis, ésteres, éteres, enóis, ácidos carboxílicos, cetonas, aldeídos, aminas e amidas.

PONTO 2 – SABER RELACIONAR QUESTÃO AMBIENTAL E SOCIEDADE. EXEMPLO: RELACIONAMENTO COM O LIXO.

1. (Enem PPL 2014) No Brasil e no mundo têm surgido movimentos e leis para banir o uso de sacolas plásticas, em supermercados, feitas de polietileno. Obtida a partir do petróleo, a matéria-prima do polietileno é o gás etileno, que depois de polimerizado dá origem ao plástico, composto essencialmente formado pela repetição de grupos  O principal motivo do banimento é a poluição, pois se estima que as sacolas levam cerca de 300 anos para se degradarem no meio ambiente, sendo resistentes a ataques químicos, à radiação e a microrganismos.
O motivo pelo qual essas sacolas demoram muito tempo para se degradarem é que suas moléculas :

  1. a) apresentam muitas insaturações.
  2. b) contêm carbono em sua composição.
  3. c) são formadas por elementos de alta massa atômica.
  4. d) são muito longas e formadas por ligações químicas fortes.
  5. e) têm origem no petróleo, que é uma matéria-prima não renovável.

GABARITO

[D]

O motivo pelo qual essas sacolas demoram muito tempo para se degradarem é que na sua fabricação são utilizados polímeros resistentes à degradação.  

 

  1. (Enem 2014) O potencial brasileiro para transformar lixo em energia permanece subutilizado — apenas pequena parte dos resíduos brasileiros é utilizada para gerar energia. Contudo, bons exemplos são os aterros sanitários, que utilizam a principal fonte de energia ali produzida. Alguns aterros vendem créditos de carbono com base no Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL), do Protocolo de Kyoto.

 

Essa fonte de energia subutilizada, citada no texto, é o

  1. a) etanol, obtido a partir da decomposição da matéria orgânica por bactérias.
  2. b) gás natural, formado pela ação de fungos decompositores da matéria orgânica.
  3. c) óleo de xisto, obtido pela decomposição da matéria orgânica pelas bactérias anaeróbias.
  4. d) gás metano, obtido pela atividade de bactérias anaeróbias na decomposição da matéria orgânica.
  5. e) gás liquefeito de petróleo, obtido pela decomposição de vegetais presentes nos restos de comida.

GABARITO

D

Essa fonte de energia subutilizada, citada no texto, é o gás metano  menor hidrocarboneto existente, obtido pela atividade de bactérias anaeróbias na decomposição da matéria orgânica.

 

3. (Enem 2011) Um dos processos usados no tratamento do lixo é a incineração, que apresenta vantagens e desvantagens. Em São Paulo, por exemplo, o lixo é queimado a altas temperaturas e parte da energia liberada é transformada em energia elétrica. No entanto, a incineração provoca a emissão de poluentes na atmosfera. Uma forma de minimizar a desvantagem da incineração, destacada no texto, é

  1. a) aumentar o volume do lixo incinerado para aumentar a produção de energia elétrica.
  2. b) fomentar o uso de filtros nas chaminés dos incineradores para diminuir a poluição do ar.
  3. c) aumentar o volume do lixo para baratear os custos operacionais relacionados ao processo.
  4. d) fomentar a coleta seletiva de lixo nas cidades para aumentar o volume de lixo incinerado.
  5. e) diminuir a temperatura de incineração do lixo para produzir maior quantidade de energia elétrica.

Gabarito

[B]

A incineração do lixo pode gerar uma série de óxidos na atmosfera. O uso de filtros nas chaminés dos incineradores pode reter estes poluentes.  

 

4. (Enem 2010) As cidades industrializadas produzem grandes proporções de gases como o CO2, o principal gás causador do efeito estufa. Isso ocorre por causa da quantidade de combustíveis fósseis queimados, principalmente no transporte, mas também em caldeiras industriais. Além disso, nessas cidades concentram-se as maiores áreas com solos asfaltados e concretados, o que aumenta a retenção de calor, formando o que se conhece por “ilhas de calor”. Tal fenômeno ocorre porque esses materiais absorvem o calor e o devolvem para o ar sob a forma de radiação térmica.

Em áreas urbanas, devido à atuação conjunta do efeito estufa e das “ilhas de calor”, espera-se que o consumo de energia elétrica

  1. a) diminua devido à utilização de caldeiras por indústrias metalúrgicas.
  2. b) aumente devido ao bloqueio da luz do sol pelos gases do efeito estufa.
  3. c) diminua devido à não necessidade de aquecer a água utilizada em indústrias.
  4. d) aumente devido à necessidade de maior refrigeração de indústrias e residências.
  5. e) diminua devido à grande quantidade de radiação térmica reutilizada.

Gabarito

[D]

Em áreas urbanas, devido à atuação conjunta do efeito estufa e das “ilhas de calor” (ocorrendo elevação da temperatura), espera-se que o consumo de energia elétrica aumente devido à necessidade de maior refrigeração de indústrias e residências.    

 

PONTO 3 – APLICAR CONHECIMENTOS PARA RESOLVER QUESTÕES DE CÁLCULOS QUÍMICOS E ESTEQUIOMÉTRICOS.

  1. (Enem PPL 2014) A água potável precisa ser límpida, ou seja, não deve conter partículas em suspensão, tais como terra ou restos de plantas, comuns nas águas de rios e lagoas. A remoção das partículas é feita em estações de tratamento, onde em excesso e  são adicionados em um tanque para formar sulfato de cálcio e hidróxido de alumínio. Esse último se forma como flocos gelatinosos insolúveis em água, que são capazes de agregar partículas em suspensão. Em uma estação de tratamento, cada  gramas de hidróxido de alumínio é capaz de carregar  gramas de partículas. Após decantação e filtração, a água límpida é tratada com cloro e distribuída para as residências. As massas molares dos elementos  e  são, respectivamente,     e

 

Considerando que  litros da água de um rio possuem  gramas de partículas em suspensão, a quantidade mínima de  que deve ser utilizada na estação de tratamento de água, capaz de tratar  litros de água de uma só vez, para garantir que todas as partículas em suspensão sejam precipitadas, é mais próxima de

  1. a)
  2. b)
  3. c)
  4. d)
  5. e)

 

GABARITO
 [D]

 

  1. (Enem PPL 2014) O cobre, muito utilizado em fios da rede elétrica e com considerável valor de mercado, pode ser encontrado na natureza na forma de calcocita, de massa molar  Por meio da reação  é possível obtê-lo na forma metálica.

A quantidade de matéria de cobre metálico produzida a partir de uma tonelada de calcocita com  de pureza é

  1. a)
  2. b)
  3. c)
  4. d)
  5. e)

Gabarito

[A]

 

           Espero ter ajudado você caro estudante na sua preparação do ENEM, pois SORTE = OPORTUNIDADE ENCONTRAR CAPACIDADE.

Professor Arnaldo César é professor de Química do Curso Top de Linha no Vale do São Francisco, Bacharelando em Medicina em Universidade Federal e aluno MBA – Gestão – Fundação Getúlio Vargas. É responsável ainda pelo canal no Youtube CursodeQuímica.com.