Moradores de rua de São Paulo recebem doações de projeto promovido por estudantes

Moradores de rua de São Paulo recebem doações de projeto promovido por estudantes

Colégio Marista Glória

10 de agosto de 2020 | 11h41

Mais de 7 mil quilos de alimentos e produtos de limpeza foram arrecadados para o Sefras por alunos 

Alunos do Colégio Marista Glória promoveram um drive thru solidário visando arrecadar alimentos, álcool em gel e produtos de higiene para moradores de rua atendidos pelo Serviço Franciscano de Solidariedade (Sefras), uma organização da sociedade civil, sem fins lucrativos. Mais de 7 mil quilos de alimentos e produtos de limpeza foram arrecadados.

As crianças também gravaram vídeos e fizeram cartazes que levavam mensagens de carinho e afeto às pessoas em situação de rua. Os alunos ainda escreveram bilhetes motivacionais que serão entregues junto às “quentinhas” servidas pelos franciscanos nas ruas da capital paulista.

A atividade faz parte do Projeto de Intervenção Social (PIS) do Colégio, uma prática pedagógica Marista que promove o diálogo e o protagonismo, permitindo entender as necessidades humanas e sociais, questioná-las e traçar caminhos para enfrentar as problematizações contemporâneas. Em meio ao distanciamento social, atualmente as aulas estão ocorrendo em ambiente on-line.

De acordo com a professora Tânia Regina da Cruz dos Santos, responsável pela ação no Marista Glória, com a pandemia do novo coronavírus, o projeto dos alunos, que inicialmente seria de perceber como viviam essas pessoas, ganhou novo formato, com caráter solidário. “O projeto não consiste em apenas fazer ações de caridade, mas também de conhecer a situação das pessoas, compreendendo sobre solidariedade e empatia”, explica a docente.

Em âmbito local, o Sefras atende diretamente cerca de 2 mil pessoas nos Estados de São Paulo e Rio de Janeiro, com serviços diários que promovem contraturno escolar para crianças e cuidados na primeira infância, convivência e proteção de idosos, atividades socioeducativas e de alimentação para população em situação de rua, acolhimento e inclusão social de imigrantes, além de ações de defesa dos direitos e melhoria de políticas públicas voltadas a esses grupos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: