Glória promove campanha do agasalho para ajudar a população em situação de rua

Glória promove campanha do agasalho para ajudar a população em situação de rua

Colégio Marista Glória

23 de junho de 2021 | 09h26

Após conhecer o trabalho da ONG “Invisible People” jovens se uniram para arrecadar roupas em bom estado de conservação

As turmas dos 8ºs e 9ºs anos do Colégio Marista Glória, irão promover até 30 de julho uma campanha do agasalho, com arrecadação por meio de sistema de drive thru, como medida de segurança no combate a Covid-19. Serão recolhidos agasalhos, meias, gorros, luvas, cobertores, mantas e roupas de cama, em bom estado para uso.

A campanha é realizada sob coordenação da Pastoral do Colégio, que faz um trabalho constante de conscientização sobre a importância da participação em campanhas solidárias, e supervisão da professora de Inglês Marilia Passos Nunes.

O total arrecadado pela campanha será doado para uma instituição que cuida da população em situação de rua na capital paulista, a ser definida pelos alunos.

Invisible People

“A maioria das pessoas atribui a falta de moradia à pessoa que a vive, em vez da crescente escassez de moradias populares, da falta de emprego, de um salário mínimo ou das inúmeras razões que colocam uma pessoa em risco. Essa falta de compreensão cria um ciclo perigoso de percepção equivocada que leva à incapacidade de abordar com eficácia as causas profundas da falta de moradia”.

Partindo dessa premissa, a Invisible People, uma organização sem fins lucrativos, se dedica a educar o público sobre a situação de rua por meio de histórias, notícias e serviços jurídicos. Sua atividade inspira ações e aumenta a conscientização em apoio à defesa de direitos, mudança de políticas e diálogo cuidadoso sobre a pobreza na América do Norte e no Reino Unido.

De acordo com a professora Marilia Passos Nunes, o trabalho feito pela ONG, inspirou os alunos a conhecer mais sobre a realidade da população em situação de rua e a ajudá-los de alguma maneira.

“Eles passaram a entender melhor quem são essas pessoas, o motivo de estarem nas ruas, se livrando de preconceitos, buscando a empatia e, por consequência, a solidariedade”, explica.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.