Estudantes do Colégio Marista Glória já estão preparadas para Jornada Mundial da Juventude

Estudantes do Colégio Marista Glória já estão preparadas para Jornada Mundial da Juventude

Colégio Marista Glória

19 de janeiro de 2019 | 17h17

Tradicional escola de São Paulo envia seus três representantes para o grande encontro de jovens católicos com o Papa Francisco no Panamá marcado para o final deste mês

Representando os inúmeros jovens e famílias participantes dos projetos do Núcleo de Pastoral do Colégio Marista Glória, as estudantes Kalyne Dias e Beatriz Martire embarcarão na próxima segunda-feira (21) para participar da nova Jornada Mundial da Juventude (JMJ). Acompanhadas do pastoralista Wagner Botelho, as alunas da 2ª série do Ensino Médio participação deste grande encontro católico que será realizado entre os dias 22 e 27 de janeiro na Cidade do Panamá — capital e centro turístico do Panamá.

Depois de quase três anos de grande mobilização para levantar fundos para a viagem, esta será a terceira participação da escola do bairro Cambuci no encontro, que hoje é um dos maiores eventos religiosos do mundo. “Como não conseguimos participar da última edição, organizada na Polônia, em 2016, fizemos uma série de ações de arrecadações internas para o pagamento de boa parte das despesas de viagem, e recebemos muitos incentivos para não ficarmos de fora deste retorno da JMJ à América Latina”, destaca o coordenador de pastoral, Wagner Botelho, que foi no encontro do Rio de Janeiro em 2013.

A previsão para este ano é que o evento receba caravanas de visitantes de mais de 150 países dispostos a ver o Papa Francisco de perto em um ambiente festivo, religioso e cultural. “Estou muito animada com essa viagem, esta será minha primeira viagem para o exterior. É a realização de um sonho”, comemora Kalyne, de 15 anos. Sua mãe, Rosemeire Marques, diz que sentirá saudades durante a semana fora de casa. “Nunca ficamos tanto tempo distantes, mas nós criamos os filhos para o mundo, não é mesmo? Temos que confiar na educação que demos e torcer pelos aprendizados na vida deles”, ela pondera.

As indicações para participação nesta 34ª edição da JMJ no Glória tiveram como critério a postura em sala, participação no grupo de jovens e ações propostas pelo colégio além do conteúdo escolar, contando com o olhar de professores, coordenadores e direção. Beatriz, a outra peregrina selecionada pelo colégio, está montando um caderno de recordações sobre esta vivência. “Minha mãe (Elisabeth Martire) também me ajudou a confeccionar algumas das lembranças do Brasil que vou levar para trocar com outros participantes, como pulseiras e chaveiros com bandeirinhas de nosso país ou com imagens de nossa padroeira, Nossa Senhora Aparecida”, destaca a estudante.

Entre outros preparativos do trio já guardados nas malas estão bandeiras da Pastoral Jovem Marista (PJM), roupas leves, capas de chuva, adaptadores de tomada, máquinas fotográficas e alguns carregadores de celular portáteis para ajudar a registrar os melhores momentos dessa importante viagem. Botelho explica que a Rede Marista de Colégios (RMC) valoriza essas experiências, pois acreditam na importância das atividades extracurriculares e voluntárias para a formação humana e solidária dos estudantes. “Além de repassar conteúdos de excelência, queremos desenvolver a inteligência emocional e o crescimento espiritual em nossos alunos. Sempre buscamos momentos que estimulem essas competências e que também serão lembrados para sempre”, afirma.