De leitores a escritores

De leitores a escritores

Colégio Marista Glória

22 Outubro 2018 | 08h00

No Colégio Marista Glória, os ambientes de aprendizagem se transformam na redação de um periódico.
No mundo cada vez mais conectado, o consumo de informação e interação on-line são cada vez mais comuns. Em contrapartida, a leitura de jornais e revistas impressos, principalmente entre crianças e adolescentes, é uma tarefa desafiadora.
Pensando em incentivar e desenvolver as habilidades críticas dos alunos por meio da leitura dos jornais, o Colégio Marista Glória transformou sua biblioteca em uma verdadeira redação de jornal. Sob a orientação da professora Renata Valentim, os alunos e alunas da 1ª série do Ensino Médio fizeram do espaço de leitura um local de criação e produção de textos.
Após folhearem e lerem editoriais e artigos de opinião de alguns jornais, eles realizaram um estudo comparativo dos materiais opinativos, identificando as suas estruturas e linguagens. Então, após as leituras e análises, realizadas em processo colaborativo, eles desenvolveram os próprios artigos de opinião.
Segundo a professora, ter contato direto com textos jornalísticos é uma oportunidade enriquecedora para os estudantes. “Além de informar sobre os fatos da nossa sociedade e do mundo, os periódicos auxiliam os alunos a formarem o próprio senso crítico “, avalia Renata.
A professora relata ainda que o trabalho propicia que os alunos exponham o ponto de vista de forma embasada. “Conseguimos reforçar a interpretação de texto e desenvolver os critérios analíticos dos estudantes”, afirma.