Alunos do Glória participam de visita monitorada ao Pateo do Collegio

Alunos do Glória participam de visita monitorada ao Pateo do Collegio

Colégio Marista Glória

15 de junho de 2022 | 11h24

O Pateo do Collegio é uma referência na preservação da memória histórica acerca das origens da cidade de São Paulo

O Colégio Marista Glória proporcionou aos seus alunos da Catequese de Primeira Eucaristia uma visita monitorada ao Pateo do Collegio, em 09 de junho. Neste complexo histórico-cultural-religioso, de suma importância para a identidade cultural e religiosa da cidade e do país, é possível correlacionar os conteúdos vivenciados na formação catequética de forma prática.

 Em 1554, o Padre José de Anchieta, construía um alojamento e colégio para catequização dos indígenas, fundando assim a cidade de São Paulo no dia 25 de janeiro. O local foi estrategicamente posicionado de forma que permitisse a visualização do Rio Tamanduateí, importante via de locomoção da época. Mais tarde se tornou um centro econômico e cultural, expandindo rapidamente a cidade.

Hoje, em meio a arranha-céus da megalópole paulista, o complexo conserva um amplo acervo de arte sacra e religiosa que datam desde o século XVI até meados do século XX, inclusive duas paredes remanescentes dos séculos XVI e XVII, feitas de taipa de pilão, construções do período colonial. Por meio de imagens, mapas, maquetes e até relíquias sagradas, nossos alunos puderam ver de perto a história, a geografia e a arte desde a fundação da cidade até as transformações sofridas no centro da capital.

 A escolha da data é significativa, pois em 09 de junho é comemorado o Dia de São José de Anchieta. Na ocasião, em 1597, o padre faleceu em Reritiba (ES), cidade que atualmente leva o nome de seu ilustre morador. Para a Igreja Católica a morte marca o início da vida eterna, por isto a festa dos santos é relacionada ao dia de seu descanso.

Outra relação importante são os 120 anos do Colégio Marista Glória comemorados em 2022. “Também às margens do Rio Tamanduateí, no bairro do Cambuci, a pouco mais de 2 km do centro, era fundado este espaço pelos Irmãos Maristas vindos da França. Hoje o colégio tem mais de 1400 alunos, tornando-se uma importante referência para a cidade, assim como foi o Collegio dos Jesuítas no século XVI”, afirma o coordenador de Pastoral do Colégio Marista Glória, Wagner Botelho. 

 

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.