Alunos do Colégio Marista Glória criam paródia para alertar sobre o mosquito Aedes aegypti

Alunos do Colégio Marista Glória criam paródia para alertar sobre o mosquito Aedes aegypti

Colégio Marista Glória

07 Abril 2016 | 13h18

Cerca de 125 alunos do primeiro ano do Ensino Fundamental (5 e 6 anos) do Colégio Marista Glória fizeram um manifesto pelo pátio do Colégio, alertando os colegas sobre os cuidados necessários para prevenir a proliferação do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, do zika vírus e da febre Chikungunya.

Manifesto (11)

Para envolver os colegas, eles criaram uma paródia da música A Casa, de Vinícius de Moraes. O grupo cantou a música pelo pátio e corredores do Colégio, que também ganharam cartazes criados pelas próprias crianças com mensagens sobre as formas e a importância da prevenção.

A música ficou assim:

MOSQUITO AEDES AEGYPTI

Era uma fêmea muito safada, não tinha teto, não tinha nada.
Ninguém podia ser picado não, porque podia ficar doentão.
Ninguém podia deixar água parada, porque podiam nascer larvas.
Ninguém podia ficar sem repelente, porque podia ficar com dengue.
Mas ela é feita de listras brancas, mosquito AEDES você me espanta!