Show do esporte

Show do esporte

Promessa de ouro nos Jogos Olímpicos Rio 2016 dá start às Olimpíadas do Magno

COLÉGIO MAGNO/MÁGICO DE OZ

04 Maio 2016 | 11h24

Na cerimônia de abertura da 36ª edição das Olimpíadas do Magno, as nossas promessas na música, no esporte e na dança dividiram os holofotes com a melhor atleta do ano de 2015, segundo o Comitê Olímpico Brasileiro (COB): a nadadora Ana Marcela Cunha, grande esperança de ouro nos Jogos Olímpicos Rio 2016. 

????????????????????????????????????

Ana Marcela Cunha é uma das principais promessas de ouro nos Jogos Rio 2016

????????????????????????????????????

A nadadora Ana Marcela Cunha deu start às Olimpíadas do Magno 2016

O maior espetáculo esportivo da Escola teve duas estreias importantes: o Coral e a Orquestra de Cordas da Unidade Sócrates que, ao lado das já consagradas Orquestra de Sopro da Sócrates e Orquestra de Cordas do Campo Belo, deram o tom ao espetáculo, com interpretações impecáveis do Bolero de Maurice Ravel, da canção “The Final Countdown” (Banda Europa) e, claro, do hino nacional.

????????????????????????????????????

Orquestra do Magno deu o tom para a cerimônia de abertura

As fitas da ginástica rítmica deram início a uma série de coreografias bem ensaiadas e sincronizadas que, ao final, revelaram a primeira grande surpresa da noite: uma imensa escultura com os arcos olímpicos iluminada com LED.

 

????????????????????????????????????

Coreografias bem ensaiadas embalaram a abertura da competição

Porém, o ponto alto do evento veio literalmente das alturas: o atleta número 1 do slackline, Guilherme Coury, cruzou o Ginásio de Esportes sobre uma fita, aventura que fez muita gente perder o ar e acompanhar cada passo do experiente escalador, que já esteve no Monte Roraima.

????????????????????????????????????

Nas alturas: o atleta Guilherme Coury levantou o público em uma travessia de tirar o fôlego

 Os momentos de adrenalina não pararam por aí. Guilherme desceu de rapel com a tocha nas mãos e entregou para Ana Marcela acender a pira e declarar aberta a competição.

Ao final, a nadadora fez uma parada estratégica para contar a sua trajetória, que começou aos 2 anos de idade, quando ingressou na natação. Ao longo da conversa, Ana Marcela fez questão de elogiar a infraestrutura da Escola e a iniciativa de promover uma olimpíada desse porte e reforçou: “Nunca vi nada igual”.

Para fechar a noite memorável, um pedido especial da atleta aos alunos:”Aproveitem essa oportunidade, é incrível tudo o que vocês têm aqui!”

Do outro lado, uma torcida calorosa promete acompanhar de perto cada braçada e desbravar junto com a campeã os mares da Cidade Maravilhoso!

 ????????????????????????????????????

27 colégios de São Paulo participam das Olimpíadas Magno 2016