Tecnologia Educacional

Tecnologia Educacional

Escola Lourenço Castanho

28 Março 2017 | 15h00

Laboratório criação - Ensino Fundamental II.

Laboratório criação – Ensino Fundamental II.

A Escola Lourenço Castanho reconhece que sua identidade institucional é fruto da ação participativa dos estudantes, educadores, gestores e familiares – todos importantes componentes de sua comunidade. É a partir dessa valiosa interlocução que suas concepções são revisitadas, e sua prática, constantemente, analisada.
Sua atuação no campo educativo está alicerçada em 7 princípios orientadores: integração social; atenção à realidade histórica; formação integral; autonomia responsável; formação do pensamento crítico; preparação para a formação contínua e desafio à diversidade.
A Lourenço Castanho, empenhada no processo de formação e desenvolvimento de seus alunos como futuros cidadãos e profissionais, incorporou a Tecnologia como uma forte parceira – a mais nova linguagem com seus códigos e tecnologias – aliada e alinhada com todas as áreas.
O crescimento do uso dos recursos tecnológicos se deu de forma exponencial na sociedade como um todo. Segundo Castells, a “Revolução Informacional” conduz a sociedade global em seu espírito empresarial de acumulação e evolução tecnológica. Os processos dominantes na era da informação estão cada vez mais organizados em torno de redes. Essas estruturas são abertas e capazes de expandir de forma ilimitada, modificando de forma substancial a operação e os resultados dos processos produtivos, de experiência, poder e cultura. Assim sendo, a rede é um instrumento apropriado para inovação e globalização para o trabalho, para a cultura, para a política e para a organização social.

Conforme a teoria sócio-histórico-cultural de Vygotsky, as mudanças originadas no homem são oriundas das interações que ocorrem ao longo de sua vida com a sociedade, a cultura e sua própria história, desenvolvendo-se por meio de oportunidades e situações de aprendizagem. Desse modo, ao promover o emprego das Novas Tecnologias de Informação e Comunicação, a escola visa a ampliar as oportunidades significativas na construção do conhecimento, interação, cooperação, comunicação e motivação, com o objetivo de potencializar as relações, ressignificando o emprego desses recursos.
O usufruto dessas ferramentas, como: saber buscar informações, comunicar-se por e-mail ou através das redes sociais, elaborar uma apresentação eletrônica online ou offline, publicar projetos e propostas de trabalho na Internet e posicionar-se positiva e criticamente frente a esse novo universo é tarefa necessária e imprescindível, que começa a fazer parte do aprendizado, cada vez mais precocemente.
A utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação na educação não garantirá por si só a aprendizagem dos alunos, pois elas são instrumentos de ensino que podem e devem estar a serviço do processo de construção e apropriação do conhecimento dos aprendizes.
Além da apropriação das Novas Tecnologias de Informação e Comunicação, a escola deve se preocupar com os cuidados relacionados nas relações que se estabelecem nos ambientes virtuais. Nesse sentido, cabe à família e à escola instruírem os alunos a:

  • Buscar informações relevantes, compartilhando-as nas comunidades virtuais;
  • Posicionar-se com ética, respeitando as singularidades de cada indivíduo, dentro e fora do ambiente escolar;
  • Desenvolver consciência crítica para os perigos que os rodeiam ao utilizar a Internet.

Como educadores, todos os pressupostos acima citados reforçam que a Tecnologia Educacional vai além da apropriação técnica das ferramentas, abrangendo também a dimensão do comportamento humano. O tema cidadania digital, entre outros de igual importância, deve fazer parte de nosso currículo e precisa ser tratado desde os primeiros anos da vida escolar do aluno.
Diante disso, a Escola aplica-se em fomentar uma leitura crítica do mundo, integrando e não excluindo o aluno desse contexto. Ela o ajuda a ter discernimento quanto ao uso da tecnologia e sua contextualização e também promove a sua utilização produtiva e criativa em seus momentos de lazer.

imagem11

Laboratório de Tecnologia Educacional – Ensino Fundamental I.

 

por Ana Paula Soares de Farias, Luiza Regina Branco Fernandes, Mateus Mendes Pereira,
Rodrigo Lemonica Rosa e Tatiana de Souza Mendes Garcia