Jardim de Esculturas: uma proposta criativa

Jardim de Esculturas: uma proposta criativa

Escola Lourenço Castanho

20 Julho 2016 | 10h43

As turmas do Infantil 4 realizaram uma saída para o Jardim de Esculturas do Parque Ibirapuera. A visita é sempre um disparador para o estudo sobre obras tridimensionais no componente Artes.

O Jardim de Esculturas, planejado pelo paisagista Burle Marx, está localizado entre o Museu de Arte Moderna, o Pavilhão da Bienal e a Oca. Ele reúne obras de 30 artistas brasileiros do século XX.

As crianças exploraram o espaço com a ajuda de monitores, que as direcionaram às obras, sempre propondo atividades lúdicas e que promoviam a reflexão sobre aspectos como: os nomes, os materiais de que foram feitas e a importância de serem conservadas.

As obras se assemelhavam a elementos da natureza, o que fez com que as crianças usufruíssem da imaginação.

 Em sala, serão apresentadas as obras de arte tridimensionais mais conhecidas, em uma proposta diferente da realizada até o momento, na qual os pequenos estão acostumados com pinturas e colagens (bidimensionais).

Ao retornar para Escola, os alunos tiveram uma atividade de “caça às esculturas”.

“A nossa tentativa é fazer com que os pais os levem a lugares em São Paulo onde são encontradas várias esculturas. Os alunos terão um mapa, um guia, para encontrá-las, sendo que algumas delas já estão aqui [Jardim de Esculturas]. Então eles podem trazer os pais para mostrar e contar o que viram, ou podem encontrar as demais esculturas espalhadas pela cidade: em praças, no metrô e outras regiões”, informou a professora de Artes, Leila Monteiro.