Feira das Profissões – Educação & Formação!

Feira das Profissões – Educação & Formação!

Colégio Graphein

15 Outubro 2015 | 14h33

A criança desde muito cedo apresenta grande interesse pela vida do adulto, e é desse modo que as profissões aparecem com frequência nas brincadeiras de “faz de conta”.

Em razão deste e de outros interesses, o Colégio Graphein, abordou o estudo das profissões e a importância para a nossa sociedade, envolvendo desde a Ed. Infantil ao Ens. Médio.

E tudo começou com os nossos pequenos. Quem nunca ouviu a pergunta: “O que vai querer ser quando crescer?”.

Como é importante para a criança brincar, pois quando está brincando ela desenvolve a atenção, a memória, a autonomia, a capacidade de resolver problemas, de se socializar, desperta a curiosidade e a imaginação, de maneira prazerosa e como participante ativo do seu processo de aprendizagem.

Com a Educação Infantil e o Ensino Fundamental I o “faz de conta” é uma atividade de grande complexidade, que desencadeia o uso da imaginação criadora.

Nas brincadeiras, as crianças transformam os conhecimentos que já possuíam anteriormente em conceitos gerais com os quais brinca. Por exemplo, para assumir um determinado papel numa brincadeira, a criança deve conhecer algumas de suas características, seus conhecimentos provêm da imitação de alguém ou de algo conhecido, de uma experiência vivida na família ou em outros ambientes, do relato de um colega ou de um adulto, de cenas assistidas na televisão, no cinema ou narradas em livros, etc. A fonte de seus conhecimentos é múltipla, mas estes se encontram, ainda, fragmentados.

Então… partimos da brincadeira e da ludicidade para o projeto!

Realizamos em rodas de conversas levantamento de hipóteses sobre as profissões e suas características, curiosidades e a importância na sociedade, e de acordo com os centros deinteresses de cada estudante estimulamos as particularidades de cada um, por meio do faz de conta, enriquecendo o jogo simbólico por meio do conhecimento.

Muitos de nossos estudantes foram “bombeiros”, outros nossos “policiais”, tivemos entre os alunos jardineiros, jornalistas, médicos e chefs de cozinhas.

Ah! Nossa “Oficina de Cupcake” foi um sucesso!

Já os adolescentes e jovens, do Ensino Fundamental II e Médio, puderam ter contato com profissões pouco conhecidas e disseminadas. A ideia foi mostrar que existem muitas possibilidades além do que o senso comum nos apresenta como estilo de vida. E assim, contribuir para que os jovens ampliem o seu repertório de “sonhos possíveis”.

Os estudantes do Ensino Médio confeccionaram um “Guia de Profissões”, após realizarem pesquisa digital em diferentes universidades de São Paulo. A curiosidade estava espalhada por todo espaço, e aos poucos nossos jovens estavam prontos para dialogar com profissionais de diferentes áreas, entre elas arquitetura e astronomia.

A importância desse evento foi a afirmação da possibilidade de ir além do contexto das profissões tradicionais e burocráticas, como também colaborar para uma escolha profissional consciente. Além de propiciar a oportunidade de pesquisa e conhecimento por parte dos alunos sobre as profissões e sua importância para a sociedade em geral, partindo do princípio de que todas elas são necessárias.

Com essa pesquisa os estudantes perceberam que se deve respeitar e valorizar cada uma das profissões estudadas, bem como verificar e reconhecer a atuação dos profissionais na sociedade.

Aproveitamos para agradecer a parceria da Universidade Anhembi Morumbi, a arquiteta Bruna Noronha da Silva, ao Corpo de Bombeiros de São Paulo e a Polícia Militar de São Paulo.

 

 Coord. Pedagógica

Equipe Graphein

DSC05566 IMG_8499