A importância da massagem
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A importância da massagem

Escola Vilaplay

05 Setembro 2016 | 12h46

massagem

Você já reparou que todo mundo sabe fazer massagem, pelo menos um pouquinho? Você mesmo, pense bem… Ao bater uma parte do corpo na quina da mesa, você automaticamente foi massagear o local que doía. Ou, depois de um dia intenso de trabalho ou de preocupações, você se viu apertando essa musculatura entre o pescoço e o ombro na qual muita gente carrega pesadas responsabilidades. Foram movimentos espontâneos de aliviar uma dor, um desconforto.

Ninguém gosta de conviver com a dor e a tensão, e procuramos formas de acabar com elas ou de minimizá-las. A auto-massagem é um recurso excelente, mas não se compara a um atendimento de massagem feito por um terapeuta corporal. Com razão, há vários benefícios. Ele é alguém que está ali para te ajudar, para saber como você está, e não apenas fisicamente. Ele se preocupa com seu dia-a-dia, com seu humor, com seushantalas hábitos de vida… Até te passa dicas de exercícios, de alimentação, mesmo sabendo que você talvez não faça nada do que ele recomendou… Sabe que tudo tem seu tempo, que é necessário ter paciência, mas mesmo assim te orienta porque essa é uma das suas tarefas ao assumir o compromisso de cuidar de você. E o sentir-se cuidado já traz em si uma sensação de alívio.

Os textos tradicionais de outra técnica milenar, a Massagem Meditativa Thai, afirmam que o caminho a ser conquistado na terapia da massagem é acalmar o coração, para então acalmar a mente, e assim proporcionar saúde ao corpo.

E, claro, como falar de massagem sem falar da importância do toque para o ser humano? Pesquisas mostram como são mais saudáveis e mais resistentes a doenças bebês que foram acostumados ao toque frequente e ao colo em comparação aos precocemente separados desse contato. A disseminação, no Ocidente, da massagem Shantala, para bebês e crianças pequenas, também mostrou que ela proporciona mais calma e confiança à criança se feita regularmente, como era hábito da tradição indiana. A massagem traz alívio, conforto, aconchego e também sensação de tranquilidade, segurança e vitalidade. Independente da idade, somos seres de convivência. Gostamos de nos sentir acolhidos e cuidados, além de respeitados em nossas dificuldades e potenciais.

A terapia corporal pela massagem oferece tudo isso, pois pode tratar e prevenir diversos problemas, além de ajudar você a redescobrir sua própria capacidade de manter-se bem e de estar atento ao que o seu organismo quer expressar.

Portanto, massagem não é apenas relaxamento. É o início ou o complemento de um merecido processo… De auto-percepção, de cuidado e de respeito consigo mesmo.

Sonia Megumi Iriya

Mãe, Terapeuta Corporal e Psicóloga