Protagonismo docente e autonomia do aluno são inseparáveis

Protagonismo docente e autonomia do aluno são inseparáveis

Fernanda Tambelini

21 Junho 2016 | 14h55

Professores 1

Possibilitar a autonomia do aluno e o aprendizado significativo passa pelo investimento contínuo na formação dos professores. Na Escola Projeto Vida, essa prática culminou em um novo olhar para as atividades de capacitação e aprimoramento. “Se eu espero que na sala de aula o professor dê voz para que os alunos sejam protagonistas, é preciso permitir que ele também tenha um papel ativo em seu próprio desenvolvimento profissional”, afirma Suzana Mesquita Moreira, supervisora pedagógica do Ensino Fundamental.

A valorização do protagonismo docente exige uma verdadeira desconstrução dos processos de formação convencionais. Na Projeto Vida, essa transformação começou em 2015, quando a escola utilizou formulários online para os professores avaliarem anonimamente as reuniões de formação que já aconteciam. O resultado da pesquisa deixou claro que eles queriam sugerir mais pautas, colaborar mais com o conteúdo dos encontros e compartilhar mais seus conhecimentos e descobertas.

A partir da demanda dos docentes, quatro temas foram selecionados para serem estudados no semestre: lição de casa com adolescentes, inclusão com adolescentes, tecnologia na escola e postura de estudante. A coordenação pediu que os professores se organizassem em grupos de trabalho, sugeriu uma bibliografia básica e acordou um prazo para apresentarem seus estudos e uma proposta de diretrizes para cada assunto. “Não foi fácil para nós, mas a coordenação e a direção não participaram das reuniões. Estávamos à disposição para auxiliar caso fosse necessário, mas respeitamos o espaço dos professores e confiamos em suas capacidades”, conta Suzana.

Os resultados foram benéficos para toda a comunidade escolar. A experiência foi avaliada positivamente pelos professores, que apontaram a maior força do grupo – com mais cooperação e pró-atividade – como um importante resultado alcançado. Suzana concorda, ressaltando que os problemas enfrentados no dia a dia passaram a ser apresentados a ela já com possíveis soluções.

A escola continua investindo para ampliar ainda mais o protagonismo docente. Recentemente, promoveu uma oficina para ensiná-los a compartilhar e comentar documentos online, para que colegas contribuam nos planejamentos uns dos outros, trabalha de forma mais horizontal nas reuniões pedagógicas e passou a cada professora do Ensino Fundamental I a autonomia para orientar a formação de sua auxiliar de sala. A Projeto Vida acredita que protagonismo docente e autonomia do aluno são inseparáveis, um não substitui e não se sobrepõe ao outro.