Unidades Butantã e Morumbi da Escola da Vila iniciam retomada das atividades presenciais

Unidades Butantã e Morumbi da Escola da Vila iniciam retomada das atividades presenciais

Escola da Vila

08 de outubro de 2020 | 09h45

A partir de 7 de outubro, alunos e alunas farão vivências relacionadas à expressão artística e corporal, entre outras propostas.

Seguindo as determinações do governo estadual e da prefeitura de São Paulo, assim como uma série de protocolos para uma volta segura, a Escola da Vila anunciou o início da retomada das aulas presenciais nas unidades Butantã e Morumbi a partir do dia 7 de outubro — a unidade Granja Viana, por se localizar no município de Jandira e seguir as regras locais, já havia retornado em 21 de setembro.

Neste primeiro momento, estão permitidas somente ações que envolvem acolhimento, convívio, expressão corporal, artes, música, inglês e apoio aos estudos. Essas atividades vão ocorrer no contraturno escolar, alguns dias da semana, de acordo com cada turma, para que o período de aulas regulares possa continuar acontecendo no formato remoto para todos. A capacidade máxima autorizada é de 20% dos estudantes a cada dia.

Sandra Durazzo, diretora administrativa e financeira da Escola da Vila, explica que a Vila definiu que as aulas curriculares das três unidades vão permanecer no modo remoto até o final de ano, mesmo que venham a ser autorizadas pelo estado ou município. “Como não é possível que todos os alunos e alunas frequentem a escola todos os dias, tanto devido ao limite de 20% quanto à decisão de algumas famílias de permanecerem com crianças e adolescentes em casa, as aulas online serão mantidas até o final de 2020, e muito provavelmente em modelo híbrido em 2021”.

Na unidade já reaberta da Granja Viana, a diretora conta que, nos primeiros dias de retorno, os estudantes conheceram todos os protocolos de segurança e tiveram atividades de convivência e de artes, em que puderam expressar o que sentiram durante a quarentena e nesse momento de retorno. Cerca de 40% dos alunos e alunas retornaram na primeira semana, em algumas turmas a participação foi de 50%.

As turmas têm ido à escola em dias diferentes, mas cada uma a frequenta pelo menos um dia da semana. Com esse número reduzido de estudantes, conseguimos manter o distanciamento e as normas de segurança.”

Os alunos e alunas do Butantã e do Morumbi, que retornam em 7 de outubro, passarão pelo mesmo processo. Na primeira semana, eles vão reconhecer a escola, como deve ser o uso dos espaços e todas as regras de segurança. Paralelamente, vão acontecer os momentos de integração e as atividades de expressão corporal e artística. “Os estudantes também virão para a escola pelo menos uma vez por semana, mas alguns mais impactados, como os do 3º ano do Ensino Médio, virão mais vezes e terão atividades de revisão e preparação para exames”, ressalta Sandra.

A diretora ainda destaca que todas as questões que envolvem o retorno foram definidas em conjunto com grupos de representantes de pais e mães, equipes e colaboradores, e que a escola se mantém aberta para rever pontos e atender questionamentos e necessidades de cada segmento. “Mas sempre observando todas as medidas de segurança, que foram elaboradas com a consultoria do Sírio-Libanês”.

Os protocolos de biossegurança para a volta às atividades presenciais contemplam escalonamento de horários para evitar aglomerações, adequação de espaços para melhorar ventilação e hábitos de higiene reforçados. As famílias podem acessar aqui e acompanhar todo o planejamento feito pela equipe da Vila ao longo dos últimos meses. A Escola dá as boas-vindas aos seus estudantes, garantindo um acolhimento responsável que reflete na segurança de toda a comunidade.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: