Conselhos escolares tornam a Educação mais democrática
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Conselhos escolares tornam a Educação mais democrática

Grupos visam melhorias no ensino e devem ser formados por membros da comunidade escolar

Todos Pela Educação

22 de março de 2017 | 10h10

insta_phixrUma escola gerida com a participação dos professores, funcionários e pais é uma escola mais democrática e diversa. Para que isso ocorra, as redes de ensino dispõem de alguns mecanismos de gestão – caso das Associações de Pais e Mestres (APMs), das quais já falamos aqui neste blog, e dos conselhos escolares.

Assim como as APMs, os conselhos escolares são entidades imprescindíveis para uma administração escolar mais participativa e acessível à comunidade.

O que é um conselho escolar?

Os conselhos escolares são grupos de pessoas responsáveis por zelar pela manutenção das escolas, participando também da gestão administrativa, pedagógica e financeira das instituições, sempre com o objetivo de garantir a qualidade do ensino e a gestão democrática das unidades de ensino. Esses comitês têm poder deliberativo e podem ser formados por pais, alunos, funcionários, professores, membros da comunidade e pelo diretor da escola.

A escolha dos membros do conselho fica a cargo de cada unidade de ensino, que estabelece as suas próprias regras contanto que o processo seja realizado de forma democrática e transparente para a comunidade escolar.

Não existem dados sobre a quantidade de escolas que têm conselhos em sua gestão. Existem apenas informações disponíveis sobre a situação das cidades que contam com conselhos municipais de Educação – órgão que desempenha função semelhante a um conselho escolar, porém para toda a rede municipal de ensino. Dados da última Pesquisa de Informações Básicas Municipais (Munic), de 2014, mostram que 87,5% dos municípios implementaram um órgão como esse em sua estrutura administrativa.

Da mesma forma como ocorre com as APMs, o fortalecimento dos conselhos escolares – e também dos conselhos municipais de Educação – é uma das estratégias para o cumprimento da 19ª meta do Plano Nacional de Educação (PNE) até 2024. Tal meta é fundamental para que o Brasil alcance uma Educação Básica pública mais participativa e, consequentemente, de maior qualidade.  
Para saber mais sobre conselhos escolares, clique aqui.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: